sexta-feira, março 30, 2007

É Preciso Gostar do Mar e do Rio...


Quem tem filhos sabe que as crianças são pródigas em saídas invulgares, quase sempre oportunas.
Depois de todas as questões que se têm levantado sobre a Costa de Caparica e também de algumas conversas que vai ouvindo, sobre o Tejo, o Ginjal e a própria Cidade, o meu filhote tirou uma ilação clara e simples, bem ao nível da sapiência ds seus oito anos.
Disse-me que a Presidente da Câmara e os amigos não deviam saber nadar, e era por isso que não gostavam do mar e do rio....
Sorri e fiz-lhe uma festa na cabeça, para acrescentar de seguida, que não precisamos de saber nadar, para gostarmos do mar ou do rio.
Claro que as suas palavras não me sairam da cabeça. E, se analisarmos o tratamento que o Município tem dado à Costa de Caparica, à Trafaria e ao Ginjal... o Miguel até é capaz de ter alguma razão.
Se calhar eles até sabem nadar mas gostam mais de se banhar em piscinas, com água morna e sem ondas...

17 comentários:

Maria P. disse...

Olha que o Miguel deve ter razão!...E o Tejo como é lindo.

Bom dia e um beijinho*

residente disse...

Saibam ou não nadar de uma coisa ela e eles não gostam : que os cidadãos e munícipes façam ondas...
Os dogmas e as suas decisões autoritárias precisam de "mar da palha".

Ana Patudos disse...

As crianças são muito sinceras no que dizem e nestas idades são muito críticas. O meu filho mais novo ( 6 anos), também tem por vezes comentários que me deixam de boca aberta, mas eles são assim e ainda bem.
Que pena me dá a Trafaria e que saudades de como ele movimentava pessoas para a praia. Aquele vai e vem de gente para apanhar o autocarro para a Costa, a Fonte da Telha, a praia do Rei , da Rainha... que saudade...
Porquê esta falta de sensibilidade por parte dos autarcas em relação a algo tão belo que é a natureza e o hambiente, quando tudo é bem tratado?
É pena... :((
bom fim de semana
bjo
Ana Paula

Ana Patudos disse...

oppsss..´
emendar :
ambiente
... de como ela movimentava ...

é no que dá de escrever-mos depressa

inominável disse...

o teu filho vai ser filosofo!!!!

Repórter disse...

O Miguel mostra, cedo, a verdade dos factos. Que sensibilidade o haveria de levar a essa frase tão oportuna?
Sabemos que os jovens apercebem-se das coisas muito mais cedo e de outra forma.
Parabéns Miguel. Continua com esse poder de observação. Lindo!!!

EMALMADA disse...

É doloroso para quem vive Almada,conhece as suas condições naturais e vê o lamentável estado de degradação em que se encontra a nossa frente atlântica,a Trafaria, a frente ribeirinha de Cacilhas até à Arealva, a ex- Lisnave e o Caramujo, e tudo o que poderia ter sido feito em benefício das gentes desta terra, constatar que é um enorme vazio e manifesto infeliz, continuarem a apelidar Almada como um concelho de Abril.
Abril foi esperança, foi desejo de mudança com desenvolvimento assente em projectos sociais e não só em crescimento imobiliário.
É preciso acordar e sacudir o marasmo instalado.

Luis Eme disse...

É possível Maria.
Acho que eles não têm o hábito de vir a Cacilhas espreitar o Tejo... só o vêm da Ponte e devem exclamar, meio irritados: «Que rio tão largo!»

Luis Eme disse...

Claro que não gostam de ondas, principalmente se forem daquelas que lhes dão banho completo, Residente.

Luis Eme disse...

Pois são Ana.

Além de não terem ainda noção do ridiculo também não têm medo de dizer disparates. Além de ser saudável deixa no ar uma aura de autenticidade.

Luis Eme disse...

Não sei Inominável, há quem já tenha decretado o fim da filosofia e dos filósofos.

Era bom que ele conseguisse ser o que quisesse...

Luis Eme disse...

Eu não iria tão longe, Repórter...

Mostra a sua verdade, depois de fazer a simples soma de 2 + 1, chega à conclusão que são três...

No que toca ao poder de observação, tens razão, é uma das qualidades mais evidentes das crianças.

Luis Eme disse...

É muito doloroso!

E a desculpa habitual de que a responsabilidade de todos estes problemas são da Administração do Porto de Lisboa, só "pega" para os incautos.

Maria disse...

Há muitos anos que não frequento as praias daí, o que sei é do que tenho visto na comunicação social.
Donde, não sei se a responsabilidade do que está a acontecer deve ser assacada ao Município, mas tenho a certeza que Todos os poderes, o Local, o Regional e o Central, devem ser responsabilizados pela infâmia que vemos no nosso litoral, desde o norte ao sul do país.

Bom domingo e um abraço

hora de ponta disse...

Ó Miguel, tu sabes umas coisas!
Mas não me parece que seja só por isso. Infelizmente!

Uma boa semana para o pai e para o filho

Luis Eme disse...

Claro que a culpa não é só da Autarquia de Almada, Maria.

Mas quando as pessoas estão no poder há mais de trinta anos, sem interrupções, por muita vontade que exista, não há muito espaço para sacudir o capote.

O problema é que a Junta de Freguesia da Costa de Caparica é de uma cor diferente, mais alaranjada, e isso é mais um motivo para prejudicar os caparicanos, ainda que de forma velada...

É tão fácil dizer que se vai fazer e não fazer nada... foi assim durante estes anos todos.

Luis Eme disse...

Claro que não é só isso, "hora de ponta".

Gostei de te ver por cá.