quarta-feira, março 28, 2007

O Adeus da Fonte Luminosa (II)


Perante o olhar de vários curiosos, as máquinas começaram o trabalho de "desconstrução" da Fonte Luminosa (ou Repuxo, que como muito bem disse o "Blackbird" até deu nome ao café que costumo frequentar).
Só desejo que daqui a uns tempos, não muito longinquos (provavelmente em ano de eleições...) a praça se erga de novo e grande parte de nós sinta, que imperou o bom gosto e que a Praça até é bonita...

10 comentários:

Leonor disse...

Olá Luís.Era o ponto de referência para muitos cidadãos.Agora dizemos o quê?
Leo

Repórter disse...

Fonte Luminosa... já foi.
Para gáudio dos espíritos iluminados e teimosos que teimam em levar àvante projectos bla bla bla...
O Repuxo, café, embora não sendo já o que era, vai benefiar do saudosismo de quem apreciava o local como era. Eu incluo-me no número dos que já sente saudades da desvitalização da Praça Gil Vicente.

Alice C. disse...

Vamos estranhar, mas depois habituamos-se, Luís.

De certeza que os engenhocas vão aproveitar todo aquele espaço para fazer o "centro das operações" de Almada.

Os meus filhos é que deliram, com todas aquelas máquinas em movimento.

EMALMADA disse...

A destruição do "Repuxo", a Fonte Luminosa, é capaz de fazer parte de uma estratégia para eliminar algumas das marcas de Almada do antigamente e dar-lhe um "LooK" diferente para que os almadenses apaguem da sua memória imagens do seu passado vivido.
Ai do povo, das pessoas que esqueçam o seu passado, bom ou mau,não com traumas, porque é com a aprendizagem do passado caldeada com a do presente que se constroi na diversidade um futuro.
A descaracterização de Almada está sendo feita à revelia dos almadenses( nunca com os almadenses) por algumas pessoas que revelam não terem sensibilidade para fazer uma aprendizagem sócio-cultural, sem "rabos-de-palha" partidários.

Maria P. disse...

Não conheço o lugar, mas faz confusão ver esta imagem.


Um abraço*

Luis Eme disse...

Agora podemos chamar-lhe o "Largo das Máquinas", enquanto não nascer outra coisa, Leonor, mais bonita...

Luis Eme disse...

Talvez sim, talvez o "Repuxo" ganhe alguns revivalistas, Repórter...

Luis Eme disse...

Claro, Alice, somos "animais de hábitos"...

Luis Eme disse...

Também não é preciso exagerarmos nas "teorias de conspiração", Em Almada.

O passado está cá, é impossível apagá-lo, mesmo que tentem subverter algumas fotografias.
E eles sabem disso, por isso é que preferem moldar o futuro...

Luis Eme disse...

Pois faz, se a comparares com a anterior, Maria...