domingo, setembro 25, 2016

As Burricadas de Cacilhas

Cacilhas voltou a encher-se de gente, para felicidade dos comerciantes da rua Cândido dos Reis, graças a mais uma edição das "Burricadas de Cacilhas".

Nos últimos anos tenho passado pela rua, vejo as bancas de artesanato e pouco mais... É a explicação que encontro para não ter assistido à nova versão de corridas, com animais patrocinados pelo comércio local, em que em vez de serem os burros a correr são as pessoas, umas a frente outras atrás, que quase correm pelos animais. Por este andar, num ano destes, as "burricadas" são realizadas com corridas em que os "atletas" levam os burros às cavalitas...
(Fotografia de Luís Eme)

quarta-feira, setembro 21, 2016

Convite

A exposição colectiva anual da Imargem será inaugurada amanhã, às 21.30 horas, na Galeria Municipal de Almada. 

Este ano serão homenageados três artistas plásticos almadenses, sócios fundadores desta Associação Cultural: Carlos Canhão, Francisco Bronze e Louro Artur.

É mais uma boa oportunidade para ver do melhor que se faz em Almada no campo das artes plásticas.

sábado, setembro 17, 2016

A Conversa entre os Fotógrafos e o Público

A exposição, "Três Fotógrafos, Três Olhares", em que participo com os meus amigos, Aníbal Sequeira e Modesto Viegas, na Oficina de Cultura de Almada, encerra amanhã.


Às 16 horas está marcado um encontro entre os fotógrafos e todos aqueles que sintam curiosidade em saber a história das fotografias expostas, o percurso dos fotógrafos e os seus segredos (se é que os têm...).

É uma boa forma de fecharmos esta exposição.

(Fotografia de Luís Eme e Gena Souza)

quarta-feira, setembro 14, 2016

À Sombra do Cristo Rei


A música é um dos melhores legados da cultura almadense. 

São inúmeras as bandas e os músicos que nasceram, cresceram e encontraram inspiração na Margem Sul.

"À Sombra do Cristo Rei" - um cd (distribuído na revista "Blitz" de Setembro) e um espectáculo que se vai realizar na próxima sexta feira, às 22.30 horas, no "Cine Incrível" - é uma forma de homenagear todas estas bandas e estes músicos de Almada.

Tim é o "pai" do projecto e dá voz a vários sucessos de bandas como os UHF, Roquivários, Da Weasel, Margem Sul ou Agora Colora, acompanhado pelos filhos, Sebastião e Vicente, e também por Nuno Espírito Santo.

Na entrevista que deu à revista disse: «senti uma nostalgia dos primeiros concertos a que assisti na Incrível Almadense... UHF, Iodo...»

Almada e a Cultura agradecem a lembrança.

quinta-feira, setembro 08, 2016

sábado, setembro 03, 2016

A Festa Esteve Boa

Apesar da concorrência da Festa do Avante (é mesmo um acontecimento na Margem Sul...), a inauguração da exposição, "Três Fotógrafos, Três Olhares", correu bem. 

Apareceram vários amigos e amigas, que não quiseram deixar de apreciar as fotografias de Aníbal Sequeira, Modesto Viegas e Luís Eme (esse mesmo...), que lhes ofereceram três exposições completamente diferentes, que acabam por se completar, graças à diversidade temática.

Amigos que também puderam escutar quatro bonitas canções do projecto musical, "Palavras de Abril, Cantigas de Maio", que deu outro brilho à sessão.

(fotografia de Luís Eme)

sexta-feira, setembro 02, 2016

"Repuxo & Sentimento"

Esta é uma das minhas fotografias menos artísticas da exposição que é inaugurada amanhã ("Três Fotógrafos, Três Olhares").

Mas achei por bem escolhê-la, pelo significado do lugar, um café luminoso, onde conheci muita gente de bem e recebi as lições mais importantes sobre a história de Almada...

E também pela flor e folha, colhidas pela minha filha. O seu nome diz tudo...

(Fotografia de Luís Eme - série "Blue & Yellow")

quarta-feira, agosto 31, 2016

É já no Sábado...


No próximo sábado, dia 3 de Setembro, às 16 horas, será inaugurada na Oficina de Cultura de Almada a exposição, "Três Fotógrafos, Três Olhares", na qual participo com os meus amigos Aníbal Sequeira e Modesto Viegas.

Posso acrescentar que acabam por ser três exposições dentro de uma, com três percursos completamente diferentes, o que torna a visita à exposição ainda mais interessante.

Após a inauguração haverá um momento musical com o projecto, "Palavras de Abril, Cantigas de Maio".

quinta-feira, agosto 25, 2016

O Rio, as Gentes e a Barcas...

O Ginjal é muito afectivo, apesar do seu ar desleixado consegue misturar e abraçar tudo.

O Rio que lhe dá vida e cor, as gentes que lhe dão voz, gestos e cheiros... e as barcas que são as únicas que fazem quase estafetas, entre Cacilhas e Lisboa...

(Fotografia de Luís Eme)

sexta-feira, agosto 19, 2016

Quase que me Esquecia....

Quase que me esquecia de festejar a fotografia, e com uma imagem tirada hoje ao fim da tarde, em mais um dos meus passeios pedestres pelo Ginjal.

O céu estava meio cinzento, quase bonito. Quando sai de casa até pensei que ia apanhar uma chuvita pelo caminho...

(Fotografia de Luís Eme)

terça-feira, agosto 16, 2016

Vandalismo em Cacilhas


Um dos monumentos de Cacilhas da autoria do escultor Jorge Pé Curto foi vandalizado por um bandalho qualquer, que até deixou rasto (as iniciais pintadas podem ser um bom ponto de partida para a sua identificação, por muito codificada que pareça a assinatura...).

Não vale a pena dizer o que quer que seja sobre um acto destes, muito menos falar de Património, num país que no Verão tem demasiada gente que continua a gostar de "brincar aos fogos"...

Arte? É outra coisa. Liberdade? Também é outra coisa...

(Fotografia de Luís Eme)

quarta-feira, agosto 10, 2016

Molhar os Pés na Praia das Lavadeiras


No coração do Ginjal não há só dois belos restaurantes com duas concorridas esplanadas que quase escorregam para dentro das águas do Tejo.

Há também uma praia, que estes turistas que por ali passam e molham os pés, nem sonham que se chamava a "Praia das Lavadeiras", e se lhes dissesse que era ali que muitas mulheres da Vila de Almada vinham lavar a roupa, pensam que lhes estou a contar alguma "história de cordel"...

(Fotografia de Luís Eme)

segunda-feira, agosto 08, 2016

A Medalha Olímpica de Telma



Felizmente hoje foi o dia de Telma Monteiro e a nossa atleta almadense conquistou finalmente uma medalha olímpica (depois de vários títulos europeus e mundiais).

Espero que esta conquista do bronze abra o caminho a novas conquistas dos vários super campeões portugueses que brilham no Rio de Janeiro.

O tenista João Sousa foi outro dos destaques do dia com uma excelente actuação  no jogo disputado com o argentino Juan Del Potro, que ontem ganhara a Djokovic, o actual número da modalidade. Embora não existam vitórias morais ele saiu derrotado por dois um mas actuou a grande nível.

(Fotografia retirada do site de "A Bola")