sexta-feira, agosto 19, 2016

Quase que me Esquecia....

Quase que me esquecia de festejar a fotografia, e com uma imagem tirada hoje ao fim da tarde, em mais um dos meus passeios pedestres pelo Ginjal.

O céu estava meio cinzento, quase bonito. Quando sai de casa até pensei que ia apanhar uma chuvita pelo caminho...

(Fotografia de Luís Eme)

terça-feira, agosto 16, 2016

Vandalismo em Cacilhas


Um dos monumentos de Cacilhas da autoria do escultor Jorge Pé Curto foi vandalizado por um bandalho qualquer, que até deixou rasto (as iniciais pintadas podem ser um bom ponto de partida para a sua identificação, por muito codificada que pareça a assinatura...).

Não vale a pena dizer o que quer que seja sobre um acto destes, muito menos falar de Património, num país que no Verão tem demasiada gente que continua a gostar de "brincar aos fogos"...

Arte? É outra coisa. Liberdade? Também é outra coisa...

(Fotografia de Luís Eme)

quarta-feira, agosto 10, 2016

Molhar os Pés na Praia das Lavadeiras


No coração do Ginjal não há só dois belos restaurantes com duas concorridas esplanadas que quase escorregam para dentro das águas do Tejo.

Há também uma praia, que estes turistas que por ali passam e molham os pés, nem sonham que se chamava a "Praia das Lavadeiras", e se lhes dissesse que era ali que muitas mulheres da Vila de Almada vinham lavar a roupa, pensam que lhes estou a contar alguma "história de cordel"...

(Fotografia de Luís Eme)

segunda-feira, agosto 08, 2016

A Medalha Olímpica de Telma



Felizmente hoje foi o dia de Telma Monteiro e a nossa atleta almadense conquistou finalmente uma medalha olímpica (depois de vários títulos europeus e mundiais).

Espero que esta conquista do bronze abra o caminho a novas conquistas dos vários super campeões portugueses que brilham no Rio de Janeiro.

O tenista João Sousa foi outro dos destaques do dia com uma excelente actuação  no jogo disputado com o argentino Juan Del Potro, que ontem ganhara a Djokovic, o actual número da modalidade. Embora não existam vitórias morais ele saiu derrotado por dois um mas actuou a grande nível.

(Fotografia retirada do site de "A Bola")

sábado, agosto 06, 2016

Há Cinquenta Anos Foi Assim...

Há cinquenta anos, a 6 de Agosto de 1966 todos os caminhos foram dar à nova Ponte Sobre o Tejo, que finalmente iria unir a Capital ao Sul do país e provocar um crescimento desmedido em toda a Margem Sul, especialmente nos Concelhos de Almada e Seixal.

Nesta fotografia assistimos à chegada do Presidente do Concelho (mais pomposo que primeiro-ministro), Oliveira Salazar, que sempre torceu o nariz a esta obra (votou contra, tal como o ministro das finanças de então, no Conselho de Ministros de 14 de Janeiro de 1959 e que seria aprovada por maioria), mas foi forçado a aceitá-la, em nome do progresso (outra palavra que lhe fazia cócegas...).


Ele também "fingiu" não querer aceitar o nome, "Ponte Salazar"... mas lá ficou, pelo menos até à Revolução de Abril de 1974...

(Fotografias de autor desconhecido)

sexta-feira, agosto 05, 2016

Ponte Sobre o Tejo - Antes e Depois

Estas duas fotografias são bastante elucidativas do que mudou na paisagem do Tejo.

É o antes e o depois...


Embora não tenham sido tiradas exactamente do mesmo local, são ambas da zona de Belém, na Margem Norte do Rio. 

E valem bem as tais "mil palavras"...

(fotografias de autor desconhecido)

quinta-feira, agosto 04, 2016

Ponte Sobre o Tejo - a Construção

As obras de construção da Ponte sobre o Tejo decorreram entre Novembro de 1962 e Agosto de 1966, naquela que foi a obra mais arrojada do "Estado Novo", transformando um sonho de quase um século em realidade.

Houve muitos aspectos inovadores e impressionantes nesta notável obra de engenharia. Mas aquele a que iremos dar um maior relevo e homenagear serão aos muitos operários, que foram forçados a ser uns autênticos "trapezistas" (muitas vezes sem qualquer rede).


Apesar dos riscos corridos houve poucas vitimas mortais (pouco mais de uma dezena, embora oficialmente só tenham sido divulgado quatro...).

Talvez tenham beneficiado da vigia atenta do "Cristo Rei"...

(Fotografias de autores desconhecidos)

quarta-feira, agosto 03, 2016

Regresso ao Ginjal...

Ontem ao fim da tarde lá fui dar o meu "passeio dos tristes" com passagens pelos miradouros do Jardim do Castelo e da Boca do Vento.

Já na descida das escadas reparei que havia uma novidade: um edifício ainda mais arruinado, pois perdeu o telhado (o primeiro em baixo do lado direito da fotografia).


No coração do Ginjal encontrei muita gente a aproveitar a maré baixa e a molhar os pés, ou simplesmente sentados à beira rio a beber uma bebida fresca, a conversar e a sorrir ao Tejo...

(Fotografias de Luís Eme)

sexta-feira, julho 15, 2016

Está Quase...


Estou quase a viajar para o Sul...

Talvez este ano me sinta mais em Marrocos, à entrada do deserto, que em outros anos. 

Espero descansar, ler, olhar e sorrir...

Mas também pode ser que o tempo se torne mais ameno, contrariando as teses dos meteorologistas...

Deixo-vos mais uma fotografia em tons "Blue & Yellow"...

(Fotografia de Luís Eme)

terça-feira, julho 12, 2016

Exposição em Setembro na Oficina de Cultura


Como já o revelei nas minhas "Viagens pelo Oeste", divulgo também  aqui no "Casario" que vou participar num exposição de fotografia na Oficina de Cultura no começo de Setembro, que tem como título, "Três Fotógrafos, Três Olhares". Embora continue a não me considerar um fotógrafo, será um grande prazer participar nesta exposição com os meus amigos, Aníbal Sequeira e Modesto Viegas.

Esta exposição será dividida em três, a minha será, "Blue & Yellow", ou seja, estas serão as cores predominantes de todas as imagens que irei apresentar.

Ainda não tenho a certeza de quais serão as fotografias que irei apresentar, pois ainda tenho uma ou outra dúvida. O que existe já é uma pré-selecção de 50 imagens, que serão projectadas na Oficina de Cultura (um pequeno filme produzido por Modesto Viegas com 150 imagens, 50 de cada um de nós).

(Fotografia de Luís Eme)

domingo, julho 10, 2016

Um Patriotismo Calculista

Notei que nos últimos dias da semana finda se multiplicaram as bandeiras penduradas nas janelas nas ruas de Almada.

Talvez muito boa gente só tenha acreditado que era possível ganhar, depois da passagem à final... 

Até porque Fernando Santos é muito pior "vendedor de banha da cobra" que Scolari.

E claro que Portugal pode ganhar. Os jogadores e o treinador já se percebeu que querem ser Campeões Europeus. Se o árbitro conseguir fazer uma arbitragem normal também tornará tudo mais fácil... 

Não sei se os franceses também têm bandeiras nas janelas, sei apenas que se acham muito bons. Ou seja o seu excesso de confiança também acaba por jogar a nosso favor. Esperemos que sim.

Sei que no nosso país se passa de besta a bestial e de bestial a besta em segundos, é por isso normal todo o patriotismo calculista que nos cerca... Mas penso que esta passagem por França, tem tudo para correr bem.

(Fotografia de Luís Eme)

segunda-feira, julho 04, 2016

Começa Hoje a Festa do Teatro em Almada


Almada volta a ser a Capital do Teatro, de 4 a 18 de Julho, com a 33 ª edição do "Festival de Almada".

Acho o cartaz desta edição especial, muito graças à Graça Morais.

E quem gosta de teatro volta a ter muito por onde escolher, nas salas de Almada e nas da Capital. Ou seja, há teatro (e não só...) para todos os gostos.

quinta-feira, junho 30, 2016

O Tejo bem Tenta...

O Tejo bem tenta parecer um Mar... 

Mas apesar de gostar de se mexer, é demasiado delicado.
Eu diria que o que lhe sobra em largueza, falta-lhe em movimento.

E nem vou falar de coisas óbvias como o seu cheiro.
Às vezes parece maresia, mas é outra coisa, 
também refrescante e saborosa,
Mas...
Falta-lhe o sal...

(Fotografia de Luís Eme)