sexta-feira, dezembro 22, 2017

Boas Festas Para Todos


O "Casario do Ginjal" deseja Boas Festas e um excelente 2018 para todos os seus visitantes, com a concretização de muitos projectos e sonhos.

(Fotografia de Luís Eme - "Árvore de Natal" de Cacilhas)

domingo, dezembro 17, 2017

«E o burro sou eu?»

Houve um seleccionador nacional (Scolari) que em tempos que já lá vão tornou esta pergunta famosa, numa conferência de imprensa futebolística, pouco satisfeito com as perguntas que lhe faziam.

E agora surge um novo restaurante no Largo de Cacilhas, que se socorre de duas "estátuas" do animal mais popular da localidade ribeirinha...

No meu entender é uma forma inteligente de promover uma nova "casa de pasto", num local onde se mantém a fama da boa comida, especialmente do bom peixe e marisco.

(Fotografia de Luís Eme)

terça-feira, dezembro 12, 2017

Afinal não Houve "Batalha Naval" no Tejo...

Não, não houve qualquer "batalha naval" no Tejo, comemoraram-se 700 anos da Marinha de Guerra Portuguesa...

Foi por isso que hoje andaram mais de uma dezena de navios de guerra da Marinha (de várias classes e tamanhos...) a navegar pelo Tejo. 

O Cacilheiro juntou-se à festa...

(Fotografia de Luís Eme)

domingo, dezembro 10, 2017

Ainda as Cores do Ginjal...


Vou voltar às pinturas recentes do Ginjal, apenas para não deixar o "casario" em pousio...

(Fotografia de Luís Eme)

domingo, dezembro 03, 2017

As Mudanças "Artísticas" no Ginjal...


Apesar do ar desolador das habitações que teimam em não cair no Ginjal (apesar das placas de "perigo de derrocada"...), há um aspecto exterior que de tempos a tempos sofre algumas modificações. 

Refiro-me às pinturas que querem ser mais que de guerra. Faziam novas variantes de cores e de desenhos, quase sempre agradáveis, como esta boneca quase recente chegada às paredes dos quase "murais do Ginjal"...

(Fotografia de Luís Eme)

sexta-feira, dezembro 01, 2017

A Minha Quarta Edição de "Bonecos de Luz"...


Hoje fui surpreendido com a primeira edição do romance "Bonecos de Luz" de Romeu Correia, que não conhecia... Editado pela Arcádia em 1961.

Pensava que me iriam pedir uma "pequena fortuna", mas pediram-me apenas uma nota de cinco euros. 

Não ligaram muito às palavras escritas a lápis logo na primeira página do livro (1.ª Edição), muito menos teriam conhecimento de que neste ano de 2017 se comemora o centenário do seu nascimento...

E se quisesse levar o caso para o mundo da ficção até poderia "inventar" que o livro fora ali colocado, estrategicamente, só com um intuito: o de eu o trazer para casa.

terça-feira, novembro 28, 2017

Lições Vindas da Plateia...


É bom quando nos convidam para falar, para contar coisas sobre a história de Almada (neste caso particular da história do atletismo almadense e de Romeu Correia...) e no fim, quando fazemos contas, aprendemos uma série de coisas novas, contadas pelas pessoas que estavam na plateia...

Claro que não estou a falar de simples assistentes. A maior parte eram treinadores, atletas e dirigentes, gente que conhece como poucos a realidade dos clubes pequenos. Clubes que eles com o tempo foram tornando "grandes", através da soma de pequenas vitórias, que juntas, se transformaram em grandes vitórias...

(Fotografia de Luís Eme)

sexta-feira, novembro 24, 2017

Há Horas de Sorte...

Hoje apareci na Sala Pablo Neruda do Forum Romeu Correia às 18 horas, para assistir a mais uma conversa sobre as facetas de Romeu Correia, com o professor Duarte Ivo Cruz (convidado para falar sobre o dramaturgo e o teatro de Romeu Correia) e com o jornalista Ribeiro Cardoso (convidado para falar do autor mais representado por amadores).

Infelizmente (para quem não compareceu) e felizmente para a meia-dúzia de pessoas que formaram uma mesa redonda (a Alexandra, a Edite, o Gabriel, a Maria João a Sónia e eu) com os dois excelentes interlocutores, passámos quase duas horas num ambiente de grande cumplicidade e camaradagem à volta do Romeu, do seu teatro, dos seus livros e também de outras curiosidades, bem vindas à conversa.

(Fotografia de Luís Eme)

quarta-feira, novembro 22, 2017

O Desporto na Vida de Romeu Correia...


No sábado vamos recordar o Romeu Desportista, no Complexo Municipal dos Desportos Cidade de Almada...

sexta-feira, novembro 17, 2017

Dia de Romeu Correia

Hoje é o dia em que se comemora o centenário do nascimento de Romeu Correia, que abriu os olhos pela primeira vez, em Cacilhas, a 17 de Novembro de 1917.

As homenagens vão suceder-se hoje, amanhã e depois (em alguns casos quase que se atropelam...).

Uma das mais significativas de hoje é a edição de uma das várias peças que nos deixou, inéditas. Falo de "A Comédia dos Maus Costumes", que será apresentada hoje ao fim da tarde, na Sala Pablo Neruda, do Fórum Romeu Correia e penso que editada pelo Município de Almada.

quarta-feira, novembro 15, 2017

"Olhar a Fotografia com Olhos de Ver"


A SCALA vai organizar o workshop, "Olhar a Fotografia com Olhos de Ver",  sobre conceitos e técnicas fotográficas, orientado por Modesto Viegas, um grande fotógrafo almadense que capta como poucos a beleza da natureza.

Este workshop está dividido em duas partes, que decorrerão entre as 15 e as 17 horas, dos dias 21 e 28 de Novembro, na sede da SCALA (rua Conde Ferreira, Almada).

domingo, novembro 12, 2017

As Tuas Mãos


As tuas mãos que escrevem
as tuas mãos que esgrimem
As tuas mãos que abraçam
As tuas mãos que contam…

São um bem precioso.



  
São explicação
São aventura
São trabalho,
São ternura…

As tuas mãos são a tua vida.


Poema de Luís [Alves] Milheiro

Fotografia de Fernando Lemos

(poema que faz parte da exposição, "Romeu Correia, Entre Palavras, Olhares e Sonhos", patente na sede / galeria da SCALA em Almada)


quarta-feira, novembro 08, 2017

"Romeu Correia, Entre Palavras, Olhares e Sonhos"


No próximo sábado, 11 de Novembro, às 16 horas, será inaugurada a exposição, "Romeu Correia, Entre Palavras, Olhares e Sonhos", na sede da SCALA (rua Conde Ferreira, Almada).

É uma exposição idealizada e criada por mim (não é vaidade, é verdade...), que procura homenagear o Grande Escritor de Almada, quando se aproxima o dia em que ele faz a bonita idade de 100 anos...

Penso que todos aqueles que gostam de Romeu Correia vão gostar desta exposição-homenagem, que além de reviver o seu passado, também o transporta para o presente...

sábado, novembro 04, 2017

Uma Tarde Memorável...

Foi muito bom poder apresentar o "Passeio Mágico com Romeu Correia", rodeado de tantos amigos (dos bons).

Eu sabia que o Fernando Barão iria alongar-se na apresentação, por adorar viajar com as palavras, mas é sempre um prazer escutá-lo e sentir o seu carinho e amizade. E ninguém diria que aquele jovem tem 93 anos (talvez possa entrar para o "guiness" como apresentador de livros, como ele próprio referiu), porque manter toda aquela lucidez e bonomia, está só ao alcance dos quase "imortais".


Em suma, foi uma bela tarde de sábado, passada na Sala Pablo Neruda, do Fórum Romeu Correia.

(Fotografias de João Miguel)

quinta-feira, novembro 02, 2017

As Mulheres Conquistam o Poder em Almada

Embora as mulheres não estejam em maioria no conjunto da vereação (apenas por uma nesga...), estão no Governação da Cidade de Almada (eleitos com pelouros).

Dos quatro eleitos pelo PS três são mulheres. Inês Medeiros, a presidente eleita, Francisca Parreira (que conhece bem a realidade local, pois já foi presidente da Junta de Freguesia da Trafaria) e Teodolinda Silveira.

No conjunto de todos os vereadores contam ainda com a companhia de Amélia Pardal da CDU e Joana Mortágua do BE.

Embora isto por si só não seja significativo, é no mínimo curioso (e histórico...).

Esperamos que a tal falada "sensibilidade feminina" faça a diferença, na resolução dos problemas de Almada...

Fotografia de Tomasz Frakas)

terça-feira, outubro 31, 2017

A CDU e o Famoso "Pau de Dois Bicos"...

Fosse qual fosse a decisão da CDU, de apoiar ou não o PS na governação do Município, de ficar ou não com pelouros na vereação, seria sempre alvo de crítica. Não iriam faltar por aí os "gregos" e "troianos" do costume...

E de certa forma até percebo a sua opção, de não quererem ter uma participação activa na governação de Almada.

E espero que exerçam bem o seu papel na oposição, que sejam bem mais incisivos que as anteriores oposições, ao longo das últimas quatro décadas de governação comunista. 

A população Almadense agradece.

(Fotografia de Luís Eme)

sábado, outubro 28, 2017

Um Livro Diferente...


Não só sinto como sei que  este "Passeio Mágico com Romeu Correia" é mesmo um livro diferente. 

Já perdi a conta aos livros e opúsculos que escrevi sobre Almada (são mais de duas dezenas... mas tinha de os ir contar e não me apetece, pelo menos agora), e sei que eles têm sido a "desculpa" para a minha não aposta a sério na ficção. 

É também por isso que  gostava de nos próximos tempos ter mais espaço para mim e para as minhas estórias.

Não sei se é uma despedida, acho que não. Penso que é só um até já...

É também por isso que este livro tem duas dedicatórias, e uma delas é dedicada:  "aos Meus Queridos Amigos (todos...) que me ensinaram, quase sem darem por isso... a Amar esta nossa Almada."

Sei que sem uma boa mão cheia de amigos, que, entre outras coisas, me foram contando episódios das gentes e dos lugares desta Terra, teria andado por outros lugares e feito outras coisas...

A vida é cheia de acasos...

O que não foi um acaso, foi este livro. Foi pensado e construído a pensar no centenário no nascimento do Romeu, com um objectivo bem definido (como conto na apresentação): "ensaiar um auto-retrato de Romeu, dentro de uma conversa..."

Também gosto muito da capa, feita pelo Mártio, um amigo que nos colocou (a mim e ao Romeu) a passearmos por um dos lugar que nos é mais querido, o sempre belo e único, Ginjal.

quarta-feira, outubro 25, 2017

O Meu Próximo Livro...

A partir de hoje irei falar do meu próximo livro, que será apresentado no dia 4 de Novembro, pelo meu amigo Fernando Barão.

Chama-se "Passeio Mágico com Romeu Correia", porque foi construído como se fosse uma conversa (ou entrevista...), entre dois amigos, sobre a história de vida de um deles.

Foi escrito intencionalmente para ser editado neste ano de 2017, em que se comemora o Centenário do nascimento de Romeu Correia.

Posso acrescentar que todas as palavras ditas pelo Romeu, são mesmo dele (extraídas de entrevistas, crónicas e ensaios publicados na imprensa nacional e local). Eu limitei-me a "perguntar" e a "organizar" (tentar dar uma ordem cronológica e algum sentido literário).

Há ainda uma segunda parte do livro, mas a explicação fica para outra "posta"... 

segunda-feira, outubro 23, 2017

Grande Miguel Oliveira!

Ontem um português ganhou pela primeira vez uma prova de um dos mais importantes campeonatos de motociclismo. Falo do almadense Miguel Oliveira, com 22 anos e muito futuro pela frente.

Embora possa ser discutível a opção dos seus pais, de lhe começarem a colocar o "bichinho" pelas motas, mal ele começar a andar, sabemos que esta é a única hipótese que existe de se triunfar ao mais alto nível em várias modalidades, que vivem tanto do trabalho diário como do talento...

E felizmente esta foi uma opção ganha. Parabéns ao Miguel e aos seus maiores apoiantes, pela sua vitória em Phillip Island (Austrália) e pela consolidação do 3º lugar, na "Moto2" (a segunda competição mais importante do circuíto mundial).

Agora é só esperarmos que tenha apoios para que possa competir com Marquez, Rossi ou Vinales, porque talento e qualidade não lhe faltam.

(Fotografia de Tracey Nearmy)

domingo, outubro 22, 2017

Romeu, Romeu, Romeu...


Não é de propósito, acontece... É a única explicação que encontro para tantas "postas" do Romeu aqui no "Casario".

Como é natural, está a aproximar-se a data de aniversário do Romeu Correia e as homenagens sucedem-se em Almada, um pouco por todo o lado.

Na sexta-feira fui à inauguração da exposição colectiva da Imargem, "Romeu Correia 1917 - 2017" e gostei de todas as obras. Mas duas das que me chamaram mais a atenção - pelo seu "conteúdo literário", no meu olhar claro - foi a composição de Conceição Silva sobre o "Trapo Azul" e os bonecos do José António Silva sobre o "Calamento" (são essas mesmo, as da fotografia...).

(Fotografia de Luís Eme)

sexta-feira, outubro 20, 2017

A Bonita Aguarela de Mártio...


Esta é a bonita aguarela que o meu amigo Mártio pintou para a capa do meu livro, que está quase a nascer ("Passeio Mágico com Romeu Correia"), e que será apresentado no dia 4 de Novembro, às 16 horas, na Sala Pablo Neruda do Fórum Romeu Correia, por outro grande amigo, Fernando Barão, escritor e associativista almadense.

Esta aguarela está cheia de simbolismo, pois os dois vultos que estão a passear pelo Ginjal (com a casa onde Romeu viveu parte da infância e adolescência à sua frente), estão  a fazer, nada mais nada menos, que o tal passeio mágico, pela vida do grande escritor de Almada, que este ano faz a bonita idade de cem anos.

quinta-feira, outubro 19, 2017

O Assassinato de Daphne Caruana Galiza (os meus blogues e as minhas ideias...)

O assassinato de Daphne Caruana Galiza,  jornalista e "blogguer" (Running Commentary) maltesa, dá muito que pensar.

Daphne tinha 53 anos e era jornalista de investigação. Gostava especialmente de denunciar práticas corruptas e era a principal responsável pelo "Panama Papers" em Malta, deixando muita gente desonesta em alvoroço no seu país, inclusive governantes. Foi por isso que lhe colocaram uma bomba no carro, que a vitimou, na tarde de 16 de Outubro...

Quinze dias antes de ser assassinada, Daphne tinha apresentado queixas na polícia por estar a ser vítima de ameaças de morte.

Não há muito mais a dizer. Uma tragédia desta dimensão, além de chocar, dá sempre que pensar...

Embora eu faça jornalismo e também seja "blogguer", faço essencialmente investigação histórica. Os blogues são sobretudo uma forma de "matar o vicio da escrita". Mas mesmo assim de vez enquanto incomodo algumas pessoas, mais por não "saberem ler" (ou seja, conseguem ler coisas que eu não "escrevo"...).

Sem que os meus blogues sejam "políticos", já tive alguns dissabores. O maior de todos foi a recusa de um político local (o Presidente da Assembleia Municipal até às últimas eleições...), em sentar-se na mesma mesa que eu, num lançamento de um livro que escrevi sobre a história de uma Colectividade de Almada, alegamente por coisas que eu tinha escrito na "blogosfera", que o ofendiam...

Uma das coisas que o ofenderam foi esta frase: "Mesmo que se mude para pior, é importante mudar."

E agora as coisas mudaram mesmo em Almada, 41 anos depois de a mesma força política (o PCP, com as siglas FEPU, APU e CDU) ter ocupado o poder. E mudaram num ano em que até apoiei o ainda Presidente do Município, Joaquim Judas, do PCP, que considero competente, honesto e boa gente.

O que eu não posso é ter dois pensamentos diferentes, um para o país e outro para Almada. Sempre fui contra as maiorias (Cavaco e Sócrates chegam como exemplos...), por acreditar que os consensos são sempre mais úteis para todos nós (como tem acontecido com a "gerigonça", que tanta comichão faz à direita...), que os comportamentos autocráticos. Da mesma maneira que sempre fui contra a perpetuação no poder. Acredito convictamente que as mudanças (mesmo que sejam para pior...) fazem bem à democracia.

(Fotografia de autor desconhecido)