quarta-feira, outubro 31, 2007

Leitaria Estrela do Sul


«[...] Este estabelecimento era o mais concorrido em toda a localidade porque estava colocado mesmo junto à estação fluvial da parceria dos Vapores Lisbonenses e era onde se juntavam todos os motoristas de táxis (que não eram poucos) que estavam sempre, de ouvido à escuta sobre as chamadas telefónicas para o nº 30 (ainda me recordo) e era também o "local tertuliano" da população cacilhense, que a não ser a frequência das colectividades, era para ali que ia desabafar, com os seus amigos, os problemas do quotidiano...[...]»

(Continuação da pré-publicação do livro: "Cacilhas - a Gastronomia. a Pesca e as Tradições Locais", da autoria de Fernando Barão e Luís Alves Milheiro)

Este é o retrato actual deste lugar tão especial, no Largo de Cacilhas...

2 comentários:

Repórter disse...

Um retrato vergonhoso, diga-se.
Que aspecto miserável...

Luis Eme disse...

Pois é...

e tão esquecido nos discursos megalómanos dos nossos políticos futuristas...