segunda-feira, outubro 01, 2007

Incrível Almadense em Festa


A Incrível Almadense comemorou o seu 159 º aniversário com uma grande vitalidade, oferecendo a todos os associados e amigos que compareceram no seu salão de festas, um cenário e um programa diferente do que é habitual em sessões solenes.
Os discursos habituais foram intervalados com as actuações brilhantes da banda de música, do coro polifónico, do cénico e também do grupo da dança de salão.
Gostei especialmente da banda da Incrível, composta maioritariamente por jovens, num total de trinta e nove executantes, muito bem dirigidos por um maestro, também ele jovem...
Merece um destaque especial o discurso do meu querido amigo, Fernando Barão, presidente de Assembleia Geral da colectividade, todo ele de homenagem a estes jovens e à música, lançando inclusive o desafio ao Município, de construir um coreto na Praça da Liberdade, para que os almadenses possam escutar a música tocada pelas quatro bandas filarmónicas do concelho.
Nem tão pouco se esqueceu de mencionar a alínea especial que consta nos estatutos da Incrível: «enquanto existir um músico, a Incrível não acaba!»
Não é por acaso que já passaram cento e cinquenta e nove anos e a Incrível continua a ser a Catedral de Almada...
E curiosamente, ou talvez não, hoje também se comemorou o Dia Mundial da Música.

2 comentários:

Repórter disse...

A proposta de Fernando Barão é excelente. De resto, na linha das ideias a que nos habituou.
Resta saber até que ponto a autarquia entende ser essa uma atitude digna...

Quanto à Incrível, embora a não acompanhe de perto, parece querer "ressuscitar" do marasmo de há poucos anos.

Luis Eme disse...

Claro que a ideia dos coretos, não deve ter nada a ver com a "modernidade" da Almada do futuro.
E é pena...

Quanto à Incrível, de facto recomenda-se, Repórter.

É um mimo ver jovens a aprenderem música e a fazerem teatro e dança de salão...