terça-feira, outubro 09, 2007

Os Tiques Salazaristas de Sócrates


Não achei muita piada quando ouvi, numa reportagem televisiva, o nosso primeiro-ministro dizer (depois de mais uma sessão de vaias...), que sabia que eram os comunistas que estavam por trás daquelas manifestações, mas que não era preciso recorrerem ao insulto.
Gostei ainda menos de ouvir, há uns minutos atrás, uma representante dos professores da Covilhã a dar-nos conta da sua indignação pela atenção especial que lhe foi dedicada por dois elementos da PSP, que visitaram ontem a sede do sindicato e, além de levarem os panfletos, que iriam ser distribuídos, durante a visita de hoje de Sócrates à escola onde estudou, ainda lhes recomendaram para terem mais cuidado com o que escreviam.
É no minimo uma forma de intimidação que recorda os bons tempos da PIDE...
No tempo de Salazar é que era comum acusar os comunistas de todo o tipo de acções, que beliscassem o governo de então.
Hoje, isto até acaba por soar a elogio, para o partido da Soeiro Pereira Gomes...
O pior, é que pelo andar da "carroça", não falta muito para que todos os críticos de Sócrates, passem a ser "comunistas" e sejam intimidados, desta e doutras maneiras...

8 comentários:

Debaixo do Bulcão disse...

De facto, este primeiro-ministro faz o actual Presidente da República parecer um "socialista"!

No entanto, essa de atirar as "culpas" para cima dos comunistas já não é nova.

Antes do Engenheiro Sócrates, já o Professor Aníbal o tinha feito (lembremo-nos do bloqueio da Ponte 25 de Abril, em 1994). E o próprio Mário Soares usou, muitas vezes, esse estratagema.

Mas concordo contigo: este Sócrates tem "tiques" que já não se viam num primeiro-ministro desde... Bem, desde o tempo em que o actual Presidente da República era primeiro-ministro.

A propósito: uma das coisas que, em tempos, me "chatearam" na esquerda à esquerda do PS foi o facto de tentarem colocar no mesmo saco (político) António Guterres e Durão Barroso. Ou seja o PS "católico", com preocupações sociais, e o PSD neo-liberal. Agora, com o PS neo-liberal no poder, talvez os meus camaradas entendam que nem sempre fazer oposição só por fazer oposição é o melhor caminho.
(Bem, já deviam ter entendido isso desde 1987... antes da primeira maioria absoluta do "professor").

Vitorino

Maria disse...

Já hoje me lembrei N vezes do poema de Brecht, que termina dizendo o padre "depois vieram buscar-me e quando percebi já era tarde demais".....

Tudo o que se está a passar a nível político neste país deve ser objecto de reflexão profunda de todos nós....

Beijinho

Ka disse...

Luis,

Até que enfim que alguém também diz o que penso.
De facto esta criatura tem tiques de ditadorzeco!!

Mas sabes o que me assusta? É que está toda a gente convencida que não caímos em mais nenhuma ditadura por só termos saído há cerca de 30 anos de uma...não podiam estar mais errados.
A comunicação social já está a agir de uma forma distinta, as notícias reais já não passam para fora...enfim, se a aitude perante esta forma de estar do governo for "o deixa andar" não tarda nada acordamos e lá está ele a dizer que fica e fica mesmo!!!

Beijinho e um bom dia :)

Rita de Matos Oliveira disse...

Caro Luís,

Também não gostei do caso Charrua, nem do de Vieira do Minho, nem do S. Carlos nem do da Dalila Rodrigues.

Assusta-me pensar que este senhor possa ser nosso governante durante muito tempo, mas receio nâo haver ninguém válido para o disputar em 2009...

Luis Eme disse...

É verdade, Vitorino.

Este PS de socialista só tem mesmo o nome...

É por estes exemplos (e o do senhor Silva) é que sou contra maiorias...

Luis Eme disse...

É um poema especial,

dedicado a todos aqueles que são sempre de outros "filmes", Maria...

Luis Eme disse...

Vamos ver se a coisa fica por aqui, Ka.

Se ele ganha tino e se fica pelos tiques...

Luis Eme disse...

É realmente assustador... assim como o deserto que se vislumbra na oposição, Rita...