sexta-feira, outubro 19, 2007

Mais um Projecto Para o Futuro

A Autarquia continua apostada em apresentar os projectos de estudo sobre a Nova Almada, nos democráticos, "fóruns de participação", abertos à população, especialmente aos apoiantes do costume, sempre prontos a aplaudir...
Passando por cima da polémica que já corre por aí, entre os dois principais interessados na requalificação do Santuário de Almada, a Igreja Católica e o Município - o Reverendo do Santuário diz que não tem conhecimento do projecto, por sua vez o vereador da cultura, diz o contrário... -, tudo indica que temos mais um projecto para o futuro, pouco próximo...
Até porque este, foi apenas o primeiro de muitos "fóruns de participação"...
E é pena, porque se trata de uma zona de grande beleza, que nunca esteve muito acessível à população almadense e que envolve o Santuário do Cristo Rei; o Seminário de São Paulo; a Quinta da Arealva e o Olho de Boi. A área só precisava de um melhor aproveitamento, pois o envolvimento natural já lá está todo, com muitas espécies de plantas, algumas centenárias, que oferecem sombras magnificas, vários miradouros quase naturais. Em suma, um encanto, que ainda por cima se estende até à beira do Tejo...
Segundo a imprensa, querem transformar aquele local num pólo de turismo religioso, com hotéis, espaços de retiro espiritual, espaços verdes, etc.
Só falta mesmo encomendar um milagre...
Não deixa de me espantar, que um partido como o PCP, com toda a sua ortodoxia, que também se estende à religião, participe num projecto que favorece claramente um credo religioso, que sempre se revelou anti-comunista (até inventou uns segredos lá para os lados de Fátima...).
A fotografia que dá cor a este texto é da Quinta da Arealva, um espaço fabuloso, à beira Tejo, completamente abandonado...

8 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Olha que onde a Igreja se mete consegue o que quer!
Esperemos que queira algo que não estrague a paisagem...

Abraço

Rui Caetano disse...

Pois é mesmo de estranhar.

Reporter disse...

O que é turismo religioso?
A quem serve?

Independentemente da resposta a estas duas questões, creio estarmos na presença de (mais) uma questão criada pelo município das grandes ideias e de poucas concretizações.

Ponto Verde disse...

Mas há mais...há também "talentos" a instalar...

Luis Eme disse...

Afinal não é a igreja que se está a meter, Rosa.

O "post" está um pouco confuso. Ainda não tinha os dados todos...

Mas tens razão, é muito poder...

Luis Eme disse...

É de estranhar mesmo Rui...

Luis Eme disse...

Além das boas questões, Repórter, tocaste na verdadeira questão:
Muitas ideias, poucas obras concretas, pelo menos para beneficio da população.

Luis Eme disse...

"Talentos" é coisa que não falta nesta banda, Ponto Verde...