sexta-feira, junho 08, 2007

Outro Cristo Rei

Há meia dúzia de anos quando passeava pelas ruas de Lagos, descobri uma galeria de arte, que me chamou a atenção. Entrei e descobri uma exposição de pintura especial, de um holandês, radicado no Sul do nosso país.
Digo especial porque ele oferecia um ar medieval e fantasmasgórico a vários monumentos.
No meio destas obras de arquitectura encontrei o nosso Cristo Rei...
Não está mau de todo, pois não?

8 comentários:

Repórter disse...

Não está mau de todo se tivermos em atenção que a obra de um artista tem sempre o seu toque pessoal.
Este Cristo Rei parece navegar ao sabor da corrente. Ilusão minha ou intencionalidade de quem o pintou?
Está bonito. Interessante, no mínimo.

isabel victor disse...

Não gosto ...

Prefiro o outro (lá perto de ti a ver o Tejo )

E ... acho que chega de Reis _ Cristos e olhares atordoados.

Beijo de bom Domingo Luís Éme

Maria P. disse...

Um outro olhar, é sempre bom.

Beijinho*

Papoila disse...

De fantasmagórioco e medieval não tem muito.

Ainda bem que esse pintor considera o Cristo Rei um monumento.

Luis Eme disse...

Penso que não houve intenção do artista, Repórter colocar o Cristo Rei a "navegar"... já que todos os seus quadros eram de alguma forma surrealistas.

Luis Eme disse...

E estás no teu direito de não gostar, Isabel.

Dizes tu que chega de Reis, Cristos e olhares atordoados... quando Fátima registou no passado 13 de Maio, uma das maiores enchentes da sua história...

É disto que o povinho gosta!

(acho que esta frase é dos futebois, do saudoso Jorge Perestrelo)

Luis Eme disse...

Um outro olhar... e uma outra forma de fazer arte, Maria.

Luis Eme disse...

Cristo Rei será sempre um monumento, com um belo terraço bem arejado, sobre Lisboa e Almada, Papoila.