domingo, junho 24, 2007

O São João de Almada

Hoje é feriado em Almada - parece que este ano é comum termos feriados ao domingo... -, comemora-se o dia de São João, o santo padroeiro da Cidade...
Claro que o verdadeiro S. João do nosso país é festejado no Porto, onde o bairrismo e as tradições populares ainda prevalecem...

Em Almada, além de alguns bailaricos espalhados pela cidade, existe ainda o desfile das marchas - copiadas da tradição lisboeta, sem o brilho e a qualidade destas, como é natural, embora ano após ano, se registem melhorias significativas na apresentação das marchas a concurso - e o fogo preso.

Devido às obras do Metro o desfile teve de mudar de sitio e escolheram a Avenida da Lisnave. Com a mudança conseguiram roubar a tranquilidade à minha rua, apenas por algumas horas, felizmente...

6 comentários:

Repórter disse...

O desfile já passou (ontem) e não sei qual o cenário em que foi vivido.
Mas desde logo fiquei de pé atrás quanto ao local escolhido - Av. Aliança Povo/MFA. Um local pouco acolhedor, sem jeito.
Não seria preferível fazer o desfile na Av. António José Gomes, Cova da Piedade? Era mais simpático e teria muito mais presenças. Digo eu.

Luis Eme disse...

E dizes muito bem, Repórter.

Cova da Piedade está a ficar fra do mapa, não sei porquê.

Embora seja tarde para falar do traçado do metro, penso que fazia todo o sentido existir uma linha directa entre Corroios e Cacilhas, com passagem pela Cova da Piedade.

Ida disse...

Bem, sempre me fizeste a vontade, embora eu, inocentemente, achasse, sem muito refletir, que haveria S. João de arrasar em quase todo lado por aí. Ontem fui passar o S. João numa festa no bar do Sheraton, com vista sobre o mar do Leblon, tava linda a noite, mas como o tempo não espera, já estou de caneta em punho pra terminar as correções. Bom domingo e agora já só falta o S. Pedro.

PS: O que é fogo preso? (Tá, tb, numa música em que a Mísia recita um poema lindo com esse nome).

Maria P. disse...

Eu espero pelo S. Pedro, feriado para mim, embora não seja muito de festejar Santos Populares.

Bom resto de Domingo*

Luis Eme disse...

Sabes que neste pequeno país há a moda das importações, Ida...

O carnaval é um bom exemplo. Pode estar a chover que há umas meninas quase sem roupa a sambar, como se tivessem no Rio... e muitas vezes sem qualquer expontaneadade.

É um pouco isso que se passa por aqui em Almada. O desfile das marchas é uma coisa, que só vista. Praticamente os marchantes só desfilam num pequeno rectângulo em frente da tribuna onde está a presidente do Municipio e restantes convidados. Quase que não sobra nada para o "povão" ver.

Nos festejos populares espalhados pela cidade, também é tudo muito pouco natural e a roçar a rasquice. Não tem nada a ver com a alegria e expontaneadade do Porto.

Este ano como era o aniversário do meu sobrinho, nem sequer fomos a qualquer arraial.

Quando chegámos a casa, estranhámos ver tanta gente perto do nosso quarteirão (além de quase não termos espaço para estacionar o carro...). Só quando estavamos em casa e começámos a ouvir o "foguetório" e viemos à janela é que percebemos que aquelas pessoas estavam ali para ver o fogo preso (foguetes de animação, que fazem desenhos e formas no céu... além do barulho habitual. Penso que se chama preso, porque aquilo está tudo previamente preparado, numa área reservada, e só à hora marcada é que começa o espectáculo...

Luis Eme disse...

Bom final de domingo para ti, Maria...