sexta-feira, junho 15, 2007

Os Fotógrafos do Ginjal...


Nos anos quarenta e cinquenta era comum encontrar um fotógrafo à porta dos restaurantes mais afamados, para registar o momento, para mais tarde recordar...
O "Pincel" foi um dos mais populares.
Anyana nos seus "Pregões de Cacilhas", fala do retratista, desta forma:

Pela rua marginal, nos agradáveis calores de Verão, andava o "Retratista" com seua maquineta, chamando as moçoilas:

- Ói! Menina!... Bai um retratinho p'róferecer ao namorado, benham ao Pincel... benham ao Pincel...

A fotografia do fotógrafo é dos anos quarenta, junto à "Floresta do Ginjal".

21 comentários:

MGomes disse...

A última vez que tive a oportunidade de ver um destes artistas retratistas, foi na Santa Luzia, em Viana do Castelo.
Abraço e Bom Fim de Semana

Repórter disse...

Recordo-me desses verdadeiros artistas.
Outros que não "O Pincel".

Quantos anos terá esta foto? Muitos, decerto.
Apetece-me reparar na limpeza de então, a contrastar com a sujidade de agora.
O local não mudou. Apenas mudaram os tempos e as vontades.

Kalinka disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kalinka disse...

BOM DIA LUÍS

Hoje o dia nasceu
negro e amanheceu
sombras me invadem
a alma
os olhos inundam-se
lágrimas rolam
a tristeza acompanha-me
porque será?
questiono-me
mas as respostas faltam
quero tudo esquecer
voltar-me para o lado
e adormecer...
ofereço-te estas palavras singelas saídas cá de dentro, neste preciso momento.

BELA RECORDAÇÃO.
Está na minha memória, lá pelo ano 1962 quando vim a Portugal e visitei muitas aldeias no Norte de Portugal. Obrigado pela partilha.

Maria P. disse...

Fantástico! Excelente recordação.

Bom fim de semana*

Rosa dos Ventos disse...

Também foi em Santa Luzia que vi pela última vez um fotógrafo "à la minuta" (como se dizia).

vague disse...

Engraçado...
eu lembro-me de ser tão pequena q nem quase tenho memória disto...um fotógrafo de província, muito velhote, que passava pelos sítios para tirar aquelas fotos de rua, como ainda vemos, raramente, é certo, perto de alguns edifícios antigos. Tenho uma assim dessas, tirada por aí :)

Maria disse...

Mais memórias, Luís...
Tenho idéia de ter visto estes fotógrafos, talvez na praia, na Foz, para o famoso "retrato à la minuta"....

AnaG. disse...

Que engraçado...acabamos por recordar estes fotógrafos.
Lembro-me de ver um, que tinha um cavalo de pau, onde os pequenitos se sentavam para tirar a fotografia.

O último que vi, foi o ano passado, na Fortaleza, em Valença.

Maria disse...

Luís

Eu sei que não vais dar seguimento, mas deixei-te uma nomeação no cheiro da ilha...
... porque acho que este blog é mesmo um blog com tomates....
Beijinhos

Ponto Verde disse...

Excelente!

Sobre o tema , numa Bertrand perto de si, o livro "Fotografos à la minuta" de José Barros

Luis Eme disse...

Já não me lembro da última vez que vi um fotógrafo destes, Manuel...

Há uns anos ainda apareciam no Terreiro do Paço e no Jardim da Estrela...

Luis Eme disse...

O foto tem mais de sessenta anos, é de 1944, antes do final da segunda geurra mundial, Repórter.

Nessa altura o Ginjal era um óptimo cartão de visita de Almada e da Margem Sul...

Luis Eme disse...

Boa tarde Kalinka...

Viajeira por terras do sul...

Luis Eme disse...

Ainda bem que gostaste Maria...

Luis Eme disse...

Será que o senhor da "maquineta" ainda faz negócio em Santa Luzia, Rosa?...

Luis Eme disse...

Já era crescido da última vez que vi um destes senhores, Vague.

Mas não me lembro de ter posado, mesmo na infância, para estes senhores...

Luis Eme disse...

Memórias... quem as não tem, Maria?...

Luis Eme disse...

Folgo em saber que ainda existem, por aí, Ana, como esse senhor do cavalo de pau...

Por falares nisso, lembrei-me de ter tirado uma fotografia nestes senhores, numa feira, em que colocávamos as cabeças num quadro cómico...

Luis Eme disse...

És uma querida Maria...

Luis Eme disse...

Obrigado pela informação bibliográfica, Ponto Verde.