segunda-feira, outubro 13, 2008

As Ofertas Continuam...

Apesar dos sinais de crise, dos medos dos bancos, as ofertas de crédito continuam.
Na sexta-feira recebi um telefonema de uma senhora insistente, que me queria oferecer dinheiro (que querida...). Depois de dizer que não estava interessado, ainda lhe perguntei se não chegavam já os níveis de individamento no nosso país. Claro que ela fez orelhas moucas e disse que a oferta se mantinha até ao fim do dia...
Hoje chegou pelo correio, mais uma oferta, já a rasguei (mas acho que vou digitar a "oferta" para colorir estas palavras), patrocinada por uma loja de roupa, da qual tenho cartão de cliente...
O banco é o mesmo. Fazem-me no minimo confusão estes "brindes"...

14 comentários:

Maria P. disse...

Eu diria as armadilhas continuam...

Beijos, Luís M.

Maria disse...

Isto é inadmissível...
Na semana passada, em três dias, recebi quatro (4) chamadas telefónicas para me oferecerem um cartão especial de um banco onde nem tenho conta. Que não pagava nada, etc. e tal, a lenga-lenga do costume.
Acabei pedindo ao fulano que me telefonou a última vez (de um call-center) para riscar o meu nome daquela lista. O problema é que estamos todos nas "outras" listas, de outros bancos (e não só)...

Beijinho, Luís

Lúcia disse...

E a quantidade de publicidade de crédito fácil nas páginas de anúncios de emprego dos jornais? Uma vergonha. Uma verdadeira vergonha, Luis.
Beijinhos

Rosa dos Ventos disse...

Subscrevo, Luís!
Só o dinheiro que gastam em correio e em telefonemas dava para venderem os seus "produtos" mais baratos!

Abraço

Cris Caetano disse...

Eu tô pasma!!!

Beijinhos

redonda disse...

Também recebi uma carta do género ontem e pensei o mesmo.

Sophiamar disse...

Se não formos nós a ter cuidado com estas "subtis ofertas" quem o terá por nós? Ninguém dá nada a ninguém.

Beijinhos

Luis Eme disse...

pois continuam. depois queixam-se que estamos individados, M. Maria Maio...

Luis Eme disse...

pois estamos e as ofertas não vão parar, Maria...

Luis Eme disse...

é assim, Lúcia...

acho que já anda mais de meio mundo a enganar a outra metade, mais curta...

Luis Eme disse...

está tudo previsto nos juros que pagamos, Rosa...

Luis Eme disse...

desse lado não é assim, Cris?

Luis Eme disse...

os banqueiros são uns gajos giros, Redonda...

Luis Eme disse...

essa é que essa, Sophimar, ninguém dá nada a ninguém...