terça-feira, dezembro 14, 2010

Quando o Dia Tem 25 Horas...

Nunca percebi porque razão Almada não tem um bom semanário concelhio, tal como tantas cidades portuguesas, muito mais pequenas que este nosso burgo, como é por exemplo as Caldas da Rainha, que possui um dos melhores jornais regionais que conheço, a "Gazeta das Caldas".

Hoje temos dois gratuítos, que fazem uma coisa ligeiramente diferente de jornalismo.

Um exemplo claro do que digo é esta notícia publicada no "Notícias de Almada", de 26 de Novembro de 2010, em que além de acrescentarem uma hora ao dia (25 horas), conseguiram deixar de fora o mais importante, o local onde o acontecimento se iria realizar (e a hora certa claro)...

4 comentários:

Observador disse...

Fortes interesses fazem com que a comunicação social seja uma coisa praticamente inexistente em Almada.

Jornais, é o que se vê.
Rádios, pois. As duas que existiam no concelho foram vendidas. Mudaram de dono e de poiso.
Muito haveria para dizer sobre este processo de transição.

MariaIvone disse...

As 25 horas são em sentido figurado. Presume-se!

Luis Eme disse...

eu sei, mas mesmo assim, isso só acontece, Observador, porque temos uma "classe civil" subserviente (tal como a classe politica, a oposição só de nota a dois meses de qualquer eleição) pouco culta e livre.

Luis Eme disse...

não, foi engano, deviam querer dizer 15 horas, mas o dedo fugiu para o dois, Maria Ivone.

pior é anunciarem o evento sem sequer dizerem o local onde se realiza...