sexta-feira, dezembro 31, 2010

É Mais que Tempo do Ginjal


Se pudesse, exigia que 2011 fosse o ano de se pagarem as promessas feitas ano após ano ao Ginjal (repetidas em todas as eleições).

É cedo, ainda nem chegou o primeiro dia de Janeiro, por isso ainda temos espaço para acreditar na requalificação de toda a zona ribeirinha de Cacilhas.

Ofereço-vos este belo óleo de Alfredo Keil, do Ginjal, que foi capa do meu último livro sobre esta bonita terra, onde vivo, há já mais de 23 anos...

10 comentários:

Observador disse...

Tenho a certeza de que muitos comungam da tua ideia, Luís.

Tem a palavra a entidade e as pessoas que podem tornar a esperança numa realidade.

Bom ano.

Ponto Verde disse...

Hoje há foguetórioi!!!

O Povo gosta e não questiona o resto!

Votos de Bom Ano , saudações democráticas e blogoesféricas.

Ginjal e Lisboa disse...

Claro que só posso estar de acordo. Tomara que o Ginjal seja reabilitado (mas com qualidade e respeito pelo património natural).

O quadro é muito bonito.

Feliz 2011!

Rosa dos Ventos disse...

E quem iria pagar tanta promessa em atraso?
Belo quadro de Alfredo Keil que me habituei a ver aqui mesmo ao lado!
Tudo de bom para o Ginjal e para o dono do seu Casario...

Abraço

CAP CRÉUS disse...

Eu lamentavelmente desconheço o Ginjal.
Prometo em 2011 conhecer este belo local, uma mina para fotografar!
Quanto à requalificação, era bom era, haver uma alma inteligente ao ponto de fazer o bem a esta e a todas as outras zonas mal cuidadas e mal tratadas.
Que seja um bom ano!

Luis Eme disse...

claro, não depende de nós, Observador...

Luis Eme disse...

nem mais Ponto Verde.

(e nem vale a pena falar do milhão do Alberto João...)

bom ano, com muitas "postas" sobre o outro lado da verdade, quase sempre escondido pelos politicos do costume.

Luis Eme disse...

sim, G, que tornem este lugar mais bonito, sem perder a história e o encanto natural.

Luis Eme disse...

essa é a grande questão, Rosa, ainda por cima em tempo de "vacas magras"...

Luis Eme disse...

é mesmo uma mina, Cap.

aparece, não vais ficar desiludido.

é só preciso gostar um bicadinho do Tejo...