quinta-feira, outubro 22, 2009

O Mundo Avança, lá Fora...

Passo todos os dias em frente a uma loja que não mudou nada, nos últimos vinte anos.

Hoje fez-me uma particular aflicção ver o dono, de braços cruzados, ao fundo da loja, de pé, como se estivesse a olhar para sitio nenhum.
Apeteceu-me dizer-lhe: «acorde! Olhe para o mundo lá fora.» Mas sei que não valia a pena...
Nem sei se ainda entram pessoas naquela loja de bugigangas, que vende um pouco de tudo, como as dos chineses, mas muito mais caro. E nem sempre são produtos de mais qualidade.
Não sei como sobrevive. Do comércio não deve ser, quase de certeza. Talvez viva dos rendimentos da loja, quando ainda conseguia vender tachos, panelas, garfos, facas, alguidares, jarras, etc...
Pergunto para os meus botões: «porque razão estas pessoas não desafiam o futuro, não fazem umas mudanças nas suas lojas para tentar chamar clientes?»
Coloquei esta fotografia apenas por ser uma "antiguidade", embora mantenha o brilho e "glamour" de sempre, ao contrário da loja almadense...

4 comentários:

Lúcia disse...

A m udança de mentalidades, é a mais difícl de todas, Luís. E isso reflecte-se me tudo.
Beijinhos

Rosa dos Ventos disse...

Há comerciantes que vão agonizando atrás do seu balcão!
São normalmente de uma faixa etária já "avançada" e
creio que lhes falta ânimo e continuadores criativos...
Fico sempre incomodada quando os vejo com essa postura que descreves!

Abraço

Luis Eme disse...

se reflecte, e quando vamos para velhos, é pior, Lúcia...

Luis Eme disse...

sim, é também isso, Rosa, a falta de apoio familiar para a continuidade e para as mudanças necessárias...