segunda-feira, abril 13, 2009

Os Comunistas São Pessoas Como Nós!

Eu sei!

Por isso é que nem sequer ousei ter uma atitude crítica, no último "post". Tentei apenas relatar uma história que me contaram.
Este desabafo, «Os Comunistas São Pessoas Como Nós!», foi-me transmitido por uma pessoa amiga, comunista, que se sentiu (ligeiramente) incomodada com a minha quase inconfidência.
Sei que por norma, socialmente, temos tendência a exigir mais às pessoas que servem um "credo", de uma forma apaixonada e dedicada, que de quem vive despreocupadamente, sem grandes comprometimentos. Eu tenho. Especialmente aos religiosos. Adoro chamar-lhes hipócritas. Esqueço-me que são humanos como nós. Que navegam no erro como qualquer ser humano.
Os comunistas têm ainda outra coisa que eu admiro, são pouco dados às tais inconfidências, são bons a guardar segredos, mesmo os difíceis.
Mas os filhos às vezes (tantas) alteram a ordem natural (ou outra qualquer) das coisas...
A Escultura, "O Segredo", é do mestre Lagoa Henriques.

10 comentários:

Cris Caetano disse...

Sou muito crítica a religiosos e não me percebo assim com relação aos comunistas, e só parei pra pensar no assunto porque colocaste aqui a questão. Mais uma pra me fazer refletir. ;)

Beijinhos

CAP CRÉUS disse...

Grande titulo!
É que são mesmo! E no entanto apregoam a moral e os bons costumes!

Lúcia disse...

Bom, como venho de uma família com gente religiosa, comunista e outras afins, habituei-me a não catalogar - porque eu própria sou uma misturada!:)
mas a estória no post de baixo é reveladora, lá isso...

Bjos, Luís

PreDatado disse...

Luís, em relação ao seu post anterior e dando como boa a informação que teve e que lhe originou o post eu talvez fizesse uma leitura ligeiramente diferente das que os seus comentadores lá fizeram. A verdade é que no Município de Almada e em outros ganhos pela CDU, ao contrário do que seria expectável dado aquilo que o PCP defende em relação a precariedade de trabalho, isso não se deveria passar. É natural que alguns militantes, em face da passividade do seu Partido com as Autarquias que mantêm este estado de coisas leva-os a ficar desgostosos com o próprio partido. Se somar isso ao facto de um familiar tão próximo quanto um filho ser vitima dessa precariedade então...

Rosa dos Ventos disse...

Todos diferentes, todos iguais, todos gente...

Abraço

Luis Eme disse...

claro, Cris.

foi uma provocação (mais uma), o comunismo para muitos é um credo, sem que mal nenhum venha ao mundo.

Luis Eme disse...

é sempre mais fácil apregoar que praticar, Cap...

Luis Eme disse...

o engraçado é que escrevi o "post" antes de ir de fim de semana e tinha ficado a pensar no que o Predatado comentou, Lúcia.

depois com o fim de semana e os comentários, desviei-me...

Luis Eme disse...

sim, Predatado, na altura também pensei na indignação que se pode sentir, por se ter dois discursos, um na assembleia da república e outro nas autarquias...

mas depois deixei-me levar na onda. e agora, com mais conhecimento de causa, posso confirmar que se tratou mesmo de indignação, e não apenas em relação ao seu filho, mas a todos os precários funcionários da Autarquia.

Luis Eme disse...

sem qualquer dúvida, Rosa...