sábado, abril 18, 2009

Almad'abril em Almada

Há muitas formas de comemorar Abril.

Hoje em Almada a música e a poesia são as formas escolhidas para se festejar Abril. A sessão começa às 16.30 horas na Sala Pablo Neruda, do Fórum Romeu Correia, em Almada.
É também apresentada uma colectânea de poesia, com trinta e cinco poemas de trinta e cinco poetas, intitulada, "Almad'abril", editada pelos "Poetas Almadenses", principal promotor da iniciativa.
Participo com o poema "João D'Abril":

João espera Abril desde Janeiro,
Não tem pátria nem cidade
Pertence ao mundo inteiro,
É filho legítimo da liberdade.

Quando o tempo começa a aquecer
Faz a sacola e parte para o Sul
Lugar maravilhoso para viver
Por ter o céu sempre pintado de azul

João passa a vida a cantar
Canções de paz, amor e liberdade
Foi a forma que escolheu para lutar

João não tem pátria nem cidade
Pertence ao mundo inteiro,
É filho legítimo da liberdade.

9 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Parabéns pelo belo poema cheio de conteúdo e de ritmo!

Abraço de Abril com águas mil

Maria disse...

Comecei ontem em Almada a comemorar Abril. No Forum Romeu Correia. No Festival Cantar Abril.
Voltarei lá (desta vez ao Teatro Municipal) no dia 30...
:)))

Beijinho de Abril, Luís

Maria disse...

Nem falei do teu poema.... desculpa...
É bonito, sim senhor!

Beijinho, Luís

Maria P. disse...

Gosto deste "João", sim.

Beijos, Luís M.

Lúcia disse...

João, guitarra às costas, mãos abertas, coração profundo.
Sugestivo. Precisamos dele:)
Beijinhos, Luís

Luis Eme disse...

abraço com um cravo, para ti Rosa.

Luis Eme disse...

também gostava de ir dia 30, Maria...

Luis Eme disse...

é um verdadeiro libertário, M. Maria Maio.

Luis Eme disse...

pois precisamos, Lúcia...