segunda-feira, janeiro 07, 2008

Há Orelhas a Arder no PS

De um momento para o outro, António Barreto é notícia em vários canais da "blogosfera". O principal motivo é a sua caminhada, quase solitária, contra o "socratismo".
Há mais algumas vozes, mas são pouco sonantes, como as de Medeiros Ferreira e Manuel Alegre, ainda muito dentro do partido. Mário Soares também diz umas graças, mas não quer deixar de ser imperador (de coisa nenhuma...), muito menos politicamente incorrecto.
De longe a longe aparece um estrangeirado, como aconteceu agora com Ferro Rodrigues (que fez um retrato realista do país, na entrevista que deu à "Visão", mesmo vivendo em Paris... o argumento usado para o "apanhador" de Canas do PS, para o distanciar do Portugal Socrático).
O que se percebe à légua, é que esta gente que governa não gosta mesmo nada de ser criticada. Aliás, Ele, não gosta de ser criticado (contrariando a tradição socialista...). O "Pá da Europa" só gosta de sorrir (em tons amarelados) ao humor dos Gato Fedorento, que para sua felicidade, foram de férias...
É no meio destes "embaraços" que vêm ao de cima as parecenças com Salazar e com o melhor Cavaco (ambos sócios do clube dos que nunca se enganam)...
Parecenças que aumentam com a sua notória capacidade em "manipular" a informação, com a televisão sempre à cabeça (se nos melhores tempos de Salazar existisse televisão ele tinha feito ainda mais "milagres"...).
Só com muita manipulação é que Sócrates consegue transmitir a imagem de alguém que está a fazer tudo para retirar Portugal da quase cauda da Europa, embora o país continue a perder pontos, com os seus "adversários" directos.
Não tenho dúvidas, que com todos estes sacrifícios exigidos aos portugueses, o nosso país devia oferecer-nos melhores perspectivas, em relação ao futuro.
É uma pena sentir que se está a perder mais uma oportunidade de ouro (talvez a última dos próximos anos), para nos aproximarmos dos países mais desenvolvidos.
É por isso que digo: abençoado Barreto, que não te falte o fôlego, para desmascarares esta farsa socrática, que não tem nada de socialista.

10 comentários:

Maria disse...

Pois, ele pode continuar a denunciar o "regime socrático" como falas, mas não terá consequências políticas a nível da governação...
Na minha opinião só se muda um partido estando lá dentro. Cá fora o A. Barreto pode fazer muito pouco...
(Olha que fiz um esforço para ler o post, pelo nome do PM lá estar escarrapachado - já ando com alergia ao tipo...)

Beijinho

Repórter disse...

António Barreto pode andar sozinho nessa luta dantesca.
Mas luta. Diz o que sente e o que até pode parecer, ou ser, politicamente incorrecto.

Rui disse...

Porque é que o resto dos socialistas que discordam de Sócrates não se mexem?
Porque não reagem??
Têem medo de perder lugares ou favores do falso engenheiro ou algo parecido???
Porque não se juntam ao resto da oposição de esquerda??
Enfim..

Rosa dos Ventos disse...

Eu gosto do António Barreto!
Acho que os socialistas verdadeiros têm que começar a mexer-se.
Aliás já se ouvem muitas vozes dentro das comissões políticas.
Falo com conhecimento de causa...

Abraço

Cris Caetano disse...

Luís, eu gosto do Antonio Barreto, mas a essa altura do campeonato, o que me parece e escrevendo daqui, de tão distante e sem a quantidade de notícias de quem vive in loco, é que tudo o que se diga, faz cosquinhas nas orelhas Socráticas.

A última de que tive conhecimento é a intenção do governo em parcelar uns minguados caraminguás que deu de aumento nas reformas. Depois dessa, é como dizia o povo em outros tempos:"vou pegar meu chapéu e vou me embora..."

Abraços

Luis Eme disse...

Não sei se é possível mudar um partido, por dentro, quando estamos em minoria, Maria...

Mas como é um "mundo" que conheces melhor que eu, acredito que tenhas alguma razão.

Também é verdade que toda aquela "corte" finge que é autista... embora engula uns sapos de vez em quando, alguns grandes, como o sapo "alcochete" que o Lino Jamais, ainda anda a digerir...

Luis Eme disse...

Diz o que sente e o que pensa. Não está preso por cordeis a "lobys", Repórter...

Luis Eme disse...

Há explicações para isso, Rui.

Alguns por razões que a razão desconhece, e outros, com medo de perderem o "tacho", grande ou pequeno...

Luis Eme disse...

Pois têm Rosa, embora seja um pouco tarde demais...

Luis Eme disse...

Tens razão, o que se diga, entra a 100 e sai a 200, das orelhinhas do dito cujo, Cris.