terça-feira, janeiro 29, 2008

E se Aproveitássemos Estes Ventos e Marés Rente ao Tejo?


Era bom que o Município de Almada aproveitasse estes "ventos" e "marés" governamentais - e até o discurso socrático -, para lutar pela devolução da nossa Margem Esquerda, aos almadenses, tal como foi conseguido pela Autarquia Lisboeta.
Claro que esta devolução tem os seus quês. Depois deixa de haver espaço para culpar a Administração do Porto de Lisboa, do que não se faz, por exemplo, no nosso Ginjal...

14 comentários:

EMALMADA disse...

Oportuno post e comentário final.

Ana Cristina Leonardo disse...

quando eles descobrirem o ginjal vai ser o fim...

Rosa dos Ventos disse...

Lembrei-me logo de ti e do teu Casario!
Quantos kms tem a tua margem?
Era bom, era...quer para a direita, quer para a esquerda (margem).

Abraço

Observador disse...

Há sempre uma desculpa.
Por pouco convincente que seja.

Maria disse...

Era bom, Luís.
Mas eu não acredito na notícia, tal como foi dada na comunicação social, no que se refere a Lisboa.
Deve haver por ali uns "entretantos" ou uns "enquantos" ou coisa parecida....
Maior participação na gestão da zona ribeirinha, acredito, agora passá-la completamente para o Município...... é outra estória...

Beijinho

alice disse...

e já sabes que nome dão aos apoiantes de sócrates?

só_cretinos! :)

bom dia, luís. um beijo.

Rui Caetano disse...

Uma boa ideia sim senhor. Está atenta ao que se passa a seu redor.

Luis Eme disse...

Pois...

mas cai em saco roto, Em Almada...

Luis Eme disse...

Ou o começo, Ana...

Luis Eme disse...

Era óptimo para as duas margens, Rosa...

Luis Eme disse...

É verdade, Observador...

Luis Eme disse...

Sim, tens razão, Maria.

Mas também deve haver interesse do Estado em entregar a zona ribeirinha, perante a quase nulidade da APL...

Luis Eme disse...

Muitos serão so-cretinos, Alice.

Outros serão so-portunistas...

Luis Eme disse...

É verdade, uma excelente ideia, Rui...