segunda-feira, janeiro 14, 2008

E se Utilizassem os Lucros?

Na edição de sábado do semanário "Semmais", é atribuída a seguinte frase a Maria Emília de Sousa: «Os resultados não podem ser medidos só em números, mas também em qualidade de vida para as populações».

Como na dita reportagem o Município congratula-se com o saldo positivo de 9,5 milhões de euros (nós também...), com o pensamento na qualidade de vida dos almadenses, sugerimos que parte desse dinheiro (que não deixa de ser um bom "euromilhões"...), seja investido nas estradas do concelho, em péssimo estado, para evitar males maiores, pois os acidentes rodoviários não são provocados apenas pelos condutores...
Outra parte poderia muito bem ser utilizada para recuperar os edifícios de renda económica, que agora são da Autarquia e que tanta polémica têm causado, devido aos aumentos de rendas. Não basta colocar placares e escrever cartas aos municípes, para fazerem obras de oito em oito anos, nas suas casas. É bom que os exemplos venham de cima...

14 comentários:

Observador disse...

E lá se ia parte do lucro...
O que tinha para dizer a "nossa" presidente?

O que diz, imagino. Que os buracos fazem parte da qualidade de vida.

Maria disse...

Apetece-me dizer que estou de acordo contigo....
Tenho pra mim que uma autarquia que chega ao fim do ano com tanto dinheiro é porque não fez o que deveria ter feito em prol das populações - nomeadamente aí o arranjo das ruas, que é o que conheço.
Mas também não sei se a lei das finanças locais (acho que é assim que se chama) permite aplicar o dinheiro indistintamente....

Um abraço

Maria P. disse...

Espero que este recado chegue ao sitío certo.
Quanto à aplicação do dinheiro existem muitas "manobras" para alterar as rubricas orçamentais,caso haja interesse e se der jeito...

Um bom dia Luís*

EMALMADA disse...

Esse lucro tem de ser bem gerido e aplicado onde a rentabilidade político-partidária dá garantias para bons dividendos.
Aproximam-se as eleiçõs autárquicas e há que seleccionar os "cavalos" certos para jogar e subsidiar, aqueles que se sabe fazerem a corrida de conveniência na pista conhecida.

Rosa dos Ventos disse...

Por aqui nem lucros nem obras!
Só dívidas a perder de vista...

Rui Caetano disse...

Os lucros desaparecem para os lados mais recônditos, mas o povo na hora da verdade esquece muita coisa e com rapidez.

Luis Eme disse...

Sim, e que em vésperas das eleições, há "tapetes" novos de alcatrão em todo o lado, Observador...

Luis Eme disse...

Também não sei o que diz a dita lei, mas desde que exista dinheiro, Maria, que seja bem utilizado, o que nem sempre acontece...

Luis Eme disse...

Não chega porque o autismo não é uma caracteristica apenas do Sócrates, Maria P...

Luis Eme disse...

Exactamente, Em Almada...

Luis Eme disse...

Pois, à boa maneira portuguesa, encontramos sempre piores exemplos, Rosa...

Luis Eme disse...

Pois esquece, Rui, e é uma pena...

Blackbird disse...

Ainda estou a rir com essa frase da nossa "Presidenta"!!!!

Que show!!! Já agora uma pergunta: Que populações? As do concelho de Almada não são de certeza!

Abraço Luis!!! Obrigado por estes breves momentos de descontracção!!!

Luis Eme disse...

Alguém deve ter dito á senhora que andamos todos a dormir na "forma"...

Abraço Blackbird