quinta-feira, setembro 04, 2008

Uma Cidade com Pouco Sentido

Tenho assistido a este "filme" na plateia, em silêncio, como se deve estar numa sala de cinema.

Tinha algum receio de estar a ser injusto, de estar a falar antes do tempo.
Mas já chega de silêncio, de estar comodamente sentado na cadeira, a ver esta colocação de sinais de trânsito, luminosos e de proibição e obrigação, em quase todo o lado, sem descobrir qualquer benefício para o trânsito e para os almadenses...
Estive uns dias ausente da cidade, a gozar a vida prazenteira do Interior.
Regressámos ontem à noite a casa. Retirámos a bagagem e fomos jantar fora.
Cacilhas era o primeiro destino escolhido, mas como começou a "borraçar", resolvemos ir de carro e decidimos-nos por "Almada Velha".
Com a mudança de sentidos no trânsito e com a invasão de sinais proibidos e obrigatórios, quase rua sim rua sim, a maior parte deles desprovidos de sentido, demos várias voltas para trás e para a frente, até conseguirmos chegarmos ao destino...
À medida que íamos avançando pelas estradas molhadas, íamos percebendo a monstruosidade que nos estavam a fazer...
E, sinceramente, tenho pena que quem governa Almada não perceba, que ao retirar os carros da cidade, de uma forma quase compulsiva, também está a afastar as pessoas e que a nossa terra está a ficar quase deserta. Nem estou a falar por mim, uma vez que me desloco quase sempre a pé pelas ruas da cidade.
Claro que não é apenas por isso, mas ultimamente também tenho pensado bastante no assunto. E talvez esteja na altura de mudar, de voltar à minha cidade natal ou de descobrir outra terra diferente para viver...

22 comentários:

Maria P. disse...

Ou uma cidade que caminha cada vez mais no sentido errado...

Beijos, Luís M.

Maria disse...

Há coisas que eu também não percebo...

Beijinho, Luís

Blackbird disse...

Luis eu cá para mim a câmara municipal deve ter algumas ações de alguma petrolifera! Já notaste que é raro o sinal de trânsito a que chegamos está sempre vermelho e imediatamente depois de parar o carro eles passam a verde? Já reparaste no consumo e co2 que é feito cada vez que isso acontece?

Está bonito e para não falar desses sentidos de transito bons mas bons!!!

O transito vai melhorar porque não se vai conseguir entrar em Almada mas também não se vai conseguir!!!
Faz-me lemrar um gueto!!!

Abraço

OBSERVADOR disse...

Eu serei, se me permites, mais duro.
Almada é uma cidade SEM SENTIDO...

firmina12 disse...

venho pagar uma visita antiga

Cris Caetano disse...

Nem sempre as obras de reurbanização são pensadas a favor da população. Aliás, quantas e quantas vezes se reurbaniza sem fazer uma pesquisa entre os moradores. Não é isso que se aprende na faculdade...

Beijinhos

Rosa dos Ventos disse...

Tirar o trânsito de dentro das cidades passou a ser a palavra-chave no pelouro do trânsito das autarquias, sem antes , in loco, verificarem a utilidade, a lógica e até o desacerto dos sentidos.
Por aqui tem sido um desatino, com protestos atrás de protestos e mesmo com uma acção em tribunal contra a autarquia, por parte de um grupo de comerciantes.

Abraço

Al-Ma'dan disse...

Caro Luis,
Não somos nós que temos de ir embora de Almada, o executivo municipal actual é que tem de ser expulso do poder em Almada.
Ao nos irmos embora estaríamos a fazer o jogo de MESousa e seus acólitos.

Saudações

Lúcia disse...

Bom, ficaste mesmo chateado, Luis.
E não é para menos. Se para tirar os carros tem que dar transtornos absolutos aos cidadãos... na verdade, há várias maneiras de fazer a coisa, não é?
Aí é assim, mas pelo país pululam exemplos.
Beijos

Ponto Verde disse...

Esta vereação está a fazer uma cidade por decreto e contra a população. Opções incompreensíveis e sem sentido.

A propósito deixo um comentário curioso deixado no blogue a-sul:

« A Senhora Presidente já perdeu completamente o decoro...sabendo quem circula em Almada que entre a Praça S.João Baptista e a a "Antiga Fonte Luminosa" que já não existe, não se pode circular (somente residentes e veículos autorizados), a dita Senhora afirmou,há coisa de 2 dias,ao chegar à Rua Luís de Queirós(Capas Negras, onde os comerciantes se queixam da falta de compradores, que não percebia porque é que as pessoas se queixavam porque ela tinha ali chegado com a máxima das facilidades...pois é nem todos podem passar 2 sentidos proíbidos, circulando de BMW e "chauffer"...assim acho que qualquer pessoa chegará com mais facilidade a qualquer lado...mesmo aqueles que possam ter alguma dificuldade motora ao se deslocarem...pois é,Sr.a Presidente ir ao cabeleireiro de "chauffer" há muito que não é acessível não só à maioria como a quase todos e por muito que as obras que decorrem possam vir a servir bem a população de Almada, há que admitir também e com humildade o transtorno que estas tem causado à população. Honesto mesmo só o "burguesismo" tão declaradamente assumido para quem a quis ouvir....» Joana A.L.

Luis Eme disse...

é mesmo.

os engenheiros que fazem estas mudanças, de certeza que não andam, nem conhecem as ruas de Almada, M. Maria Maio...

Luis Eme disse...

em Almada pouca gente percebe, Maria.

ainda hoje encontrei um amigo que enfrentou o mesmo problema que eu, com as mudanças na Capitão Leitão. Para descer até ao Olho de Boi, teve de dar uma série de voltas a Almada...

Luis Eme disse...

essa dos sinais também é das boas, Blackbird...

parece que o vermelho é accionado com o aproximar dos carros, como nas terreolas dos 50, mas aqui a vintes...

Luis Eme disse...

nestas histórias de trânsito, tens toda a razão, Observador.

Almada está a ficar mesmo uma cidade sem sentido.

Luis Eme disse...

Firmina aparece sempre, mas isto não é uma "caixa de promessas"...

Luis Eme disse...

sem pesquisar e sem andar nas ruas, Cris, algo obrigatório...

Luis Eme disse...

é uma perfeita estupidez, Rosa...

Luis Eme disse...

Almadan, se mudar de cidade, será sim para oferecer melhor qualidade de vida aos meus filhos...

não tenho dúvidas que se vive pior que há meia dúzia de anos, em Almada.

Luis Eme disse...

não fiquei chateado, Lúcia. apenas andava a evitar tocar no assunto, mas desta vez eles abusaram...

acho tudo isto demasiado surrealista, a maior parte das mudanças do sentido de trânsito, servem apenas para tornar o dia a dia dos almadenses ainda mais cinzento e obrigá-los a gastar mais gasolina, já que têm de dar mais voltas para entrarem e sairem da cidade.

como o Blackbird disse, talvez tenham feito contrato com a galp ou repsol, para mal dos nossos pecados.

Luis Eme disse...

concordo contigo, "Ponto Verde".

estou à espera da próxima campanha eleitoral, para ver a "saca" de promessas...

são disse...

é verdade que o silencio pode ser tenebroso numa cidade, são milhares de pessoas que partilham uma região e que submissos acatamos as rasteiras que nos pregam dia a dia. durante uns tempos pensei que não poderia ser propositado que seria falta de organização mas por esta altura é certo que se divertem e antes de se deitarem dizem: caros cidadãos amanhã vamos fazer uma surpresa a todos e mudamos uns sinaizitos... que é pra isto não ser muito monotono por aqui almada sem rotinas!

Luis Eme disse...

também penso isso, São.

há alguém que se deve divertir à nossa custa, se calhar até brinca com carrinhos de criança e tudo, nas suas estradas imaginadas...