domingo, setembro 16, 2007

O Culto das Vitórias Morais


Tenho muita dificuldade em perceber toda esta "ladainha" da imprensa portuguesa em redor da selecção de rugby, que prefere dar relevo a ovações históricas e ao espírito de equipa dos "lobos", fingindo ignorar os resultados, que são uma vergonha, mesmo nesta modalidade...
os números das derrotas (com a Escócia por 56 - 10 e com a Nova Zelândia por 108 - 13), só não são evidentes para os "cultores" da vitórias morais...

8 comentários:

Maria disse...

Acabei de chegar da Ilha.
Acreditas que lá não se recebem jornais, não se liga televisão, não sei de nada do que se passa no país e no mundo?
Estou a tentar ouvir notícias desde as 10 da noite....
Sinto-me completamente igorante.....

Beijinho

Rosa dos Ventos disse...

Já disse o mesmo mas adiantam-me que, para amadores, até fazem muito!
O que é que queres... :-((

Maria P. disse...

Eu concordo com a Rosa, o facto de serem amadores talvez explique esta situação.

São Lobos Senhor, são Lobos!:))

Repórter disse...

Não concordo que se desculpem os resultados com o facto de serem amadores.
O mal está, em minha opinião, nos regulamentos da Federação Internacional que admite que selecções de desníveis tão acentuados "lutem" ao mesmo nível.
Sinceramente, não vejo como um resultado de 108 - 13 pode ser considerado honroso.

Luis Eme disse...

Então é óptimo, Maria.

Notícias só através dos sons das gaivotas, que ecoam por toda a ilha...

Luis Eme disse...

A questão para mim não é serem amadores ou profissionais.

Sem pretender beliscar minimamente o brio e a qualidade destes jogadores, que conseguiram pela primeira vez o apuramento para uma fase final do campeonato do mundo, acho que não precisam de andar ao colo de ninguém, muito menos de um jornalismo "vesgo", até porque são pesadotes, Rosa.

Uma coisa é considerarmos as derrotas normais, outra coisa é embandeirarmos em arco ou inventar subterfúgios, para dizer bem.

Luis Eme disse...

A resposta que dei à Rosa, é também para ti, Maria P.

O que eu acho mal são os exageros, a falta de equilibrio nas reportagens. Os "lobos" são os menos culpados disto tudo...

Luis Eme disse...

Não penso que o problema esteja nos regulamentos, Repórter.

Talvez os nossos atletas se tenham transcendido no apuramento para a fase final (não é por acaso que foi a primeira vez que a nossa selecção foi apurada...) e, olhando para a nossa realidade desportiva na modalidade, não deviamos lá estar...

Não é por acaso que de todas as equipas apuradas, somos a que tem pior "ranking"...

Mas é indecoroso "pintar" com letras douradas, derrotas como esta última com a Nova Zelândia.