sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Quem Vier Atrás, Que Feche a Porta...


A Avenida 25 de Abril (continua a ser um belo nome...) está mais estreita e parte do seu alcatrão já começou a ser lavrado...
O que se deve dizer, sem se ser má língua?

O sonho existe, podemos e devemos acreditar numa cidade diferente, no futuro.

Por falar em futuro, não esqueço o que disseram hoje os cientistas. Disseram, muito claramente, «basta»!

A ONU tentou ser caixa de ressonância, mas não tem o mesmo peso e credibilidade. A impossibilidade de acabar com as guerras no Médio Oriente e em África, retirou-lhe espaço no mundo.

A verdade, é que, se continuarmos a emitir os gases do costume para a atmosfera, as consequências no futuro serão trágicas. Espera-nos mais calor, mais frio, mais tempestades, mais secas, mais cheias, mais incêndios, etc.

A solução é consumir cada vez menos combustíveis fósseis (carvão, petróleo e gás).

O problema maior é que os EUA pertencem a outro planeta... e os chineses para lá caminham...
As suas políticas são as do costume: quem vier atrás, que feche a porta!
Será que são países sem futuro?

10 comentários:

Cris Caetano disse...

Luís, além de ser trágico, o exemplo de crescimento da China é o sonho de consumo do nosso presidente.
E não sei se estou sendo muito sonhadora - talvez sim - por torcer por Hilary Clinton nas próximas eleições americanas, apenas pensando na possibilidade das palavras de Al Gore (um gde defensor do planeta) terem mais evidência, acreditando que faça alguma diferença também por ele já ter sido vice do Clinton etc etc. Não é garantia, é sonho mesmo!
Achei ridícula (sem eficácia) a atitude na França, e outros países em apagarem luzes por 5 min, pk é bobagem e não é por aí e bem disse a Quercus a respeito. Há que se investir em sistemas viários alternativos para que as populações do mundo deixem seus carros em casa, além disso, investir no biocombustível parece ser outra solução viável.
Sabes o que acho realmente? Todos os governantes sabem o que fazer, mas falta vontade política. Uma pena!!!

bjs

Luis Eme disse...

Não sei se falavas do Lula ou do Cavaco...

Também é o sonho do Sócrates (nosso primeiro...).

Só de pensar na poluição, na exploração de mão de obra infantil e na falta de qualidade de vida dos chineses...

Penso que anda tudo maluco e ainda vamos voltar à "revolução industrial"...

Acredito que os democratas acabem com muitas inutilidades (como a perda de vida no Iraque...) mas não sei bem como.

Estou cá para ver Cris.

inominável disse...

mas teremos algum futuro, todos nós? o que nos sustenta, a nós, pilhadores do mundo?

Luis Eme disse...

Pois, tens toda a razão, "Lena".

Nã há qualquer exagero, somos mesmo, uns pilhadores das coisas belas do mundo.

Blackbird disse...

Ahn...que tal estas obras!!! Fabulosas!!! E o parque de estacionamento ao pé da nossa casa? Uma obra digna de um Óscar!!!! Fartei-me de rir quando vi que a obra estava pronta!!!!
Bem como diz o rico anúncio da câmara de Almada na televisão: "Venha ao conselho de Almada!" Mas eu acrescento:"E traga o capacete das obras que nós não nos responsabilizamos por nada!!!!"

Abraço

Alice C. disse...

Não sei o que será preciso acontecer, para começarmos a respeitar a natureza.

Dos EUA, não espero mudanças, nem mesmo dos democratas.

Estou a ficar pessimista, Luís.

Almada? Espero (in)pacientemente para ver as mudanças.

Luis Eme disse...

Pois é "Blackbird"... um parque de estacionamento, que acompanha o declive natural do terreno...

Quero ver é quando começar a encher, sem marcações, para alimentar a selvejaria e o "salve-se quem puder" à portuguesa...

Luis Eme disse...

Alice, devias ter mais esperança, até porque se calhar vem aí a primeira mulher-presidente da américa!

Cris Caetano disse...

Mil desculpas! É que tinha acabado de sair de um blog brasileiro. :) Portanto falava do Lula, e sim, nosso primeiro ministro também tem sonhos estranhos e vocifera sobre eles. É muuuuuuito mais polido que o Lula, mas brada forte!

Olha, Luís, o futuro se apresenta sinistro, hoje no Jornal da TV daqui ouvi a notícia que uma fábrica de sapatos do sul(Brasil) havia investido na China para poder competir no mercado externo, porque a nossa tributação é altíssima...fiquei chocada!
abçs

Luis Eme disse...

A globalização trouxe estas coisas, Cris...

Infelizmente os "capitalistas" só se movem atrás do lucro, sem se preocuparem com o mundo que os rodeia...