quinta-feira, março 17, 2011

Um Prémio Atribuído a Outra Cidade

O Gui nunca viveu na Margem Sul, nem sonha viver.

Manias...

Sempre que acontece algo de estranho por estas bandas, telefona-me e dá-me os parabéns. Desta vez foi pelo "Prémio Europeu da Mobilidade", ganho pelo Município de Almada.

Como homem do cinema que é, disse-me logo que devem ter apresentado um belo filme, daqueles capazes de suplantarem a própria realidade. Também me falou de um actor de terceira categoria, funcionário da Autarquia Almadense, que apareceu na televisão a pedalar de bicicleta e a falar das vantagens que existem de vir de casa para o trabalho de "ginga", mesmo que não exista qualquer ciclovia, à saída do cacilheiro, para Norte ou para Sul (ele espera e eu também, que este "frete" tenha sido pago...).

Antes de se despedir, já mais a sério, pediu-me para perguntar aos "intrujas" da Câmara de Almada, como é que conseguiram ganhar o "prémio da mobilidade", já que é impossível andar em segurança de bicicleta nas principais freguesias do Concelho (Almada, Cacilhas e Cova da Piedade), onde não existe uma única ciclovia.

E claro, para lhes dar os parabéns pelo excelente "filme" que realizaram.

Estou como ele, perplexo. Espectáculo! Grandes "realizadores" e "actores" que existem nesta Terra...

8 comentários:

CAP CRÉUS disse...

Mas foi feito algum filme?
Não me diga que os prémios são atribuidos sem uma visita prévia...
Muito bom!

EMALMADA disse...

Se foi fácil a autarquia enganar o Júri Europeu, no caso de Almada, deduza-se como é que os almadenses têm sido enganados e aguentado estes autarcas.
Aqui sabemos como é: só com a colaboração e apoio do vazio político dos partidos da oposição.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Luisamigo

A mobilidade das intrujices almadenses deve ser, é, por certo... muito móvel... rsrsrs

Onde andou, anda e andará o tal Júri Europeu? Talvez pelas Seichelles, sabe-se lá. E, claro, de bicicleta.

Abç

Luis Eme disse...

só pode ter sido, Cap.

achas que uma cidade ganha um prémio da mobilidade, quando não existe qualquer ciclovia no centro urbano? quando querem que deixes o carro em casa, mas tens uma oferta de transportes deficitários (o metro só circula no eixo central da cidade) e quando é um perigo andares de bicicleta no coração da cidade.

como cicloturista sabes bem o respeito que os automobilistas têm pelos condutores de veículos de duas rodas...

Luis Eme disse...

só pode, Em Almada.

a nossa realidade é outra.

Luis Eme disse...

sim, Henrique, demasiado móvel.

e muito imaginativa.

CAP CRÉUS disse...

Impecável!
Adoro estes governantes :-)

E ninguém diz nada em relação a isso?

Luis Eme disse...

talvez a maior parte dos almadenses sinta orgulho no prémio, Cap...