terça-feira, setembro 29, 2009

Os Donos dos Passeios

Vou levar e buscar a minha filha à Escola, diariamente.

O cenário é este, carros nos passeios, adultos e crianças na estrada...
Embora seja fácil criticar esta nova Almada, se há coisa da qual não sinto falta é dos carros que enchiam os passeios das principais avenidas da cidade...

8 comentários:

Lúcia disse...

O problema é haver falta de alternativas para as pessoas deixarem os carros. Não basta proibir. É preciso que as pessoas se seintam recompensadas por esse esforço. As cidades não são para os carros? Não deveriam ser. Mas, em muitas há dificuldade de deslocação se não fossem os carros. E faltas de estacionamento. Claro que nãod efendo imagens como as da foto. Mas tem de havar um trabalho para que as pessoas larguem os carros. E trabalho, também, de educação cívica.
Beijinho, Luís

Cris Caetano disse...

É, a Lúcia falou bem. Mas as pessoas são comodistas, pode até ter (não sei) onde estacionar um pouquinho mais distante, mas pra quê se é possível dar-se um jeitinho? Falta civismo na maioria das vezes. Por aqui é igual ou pior, porque as escolas ficam nas vias principais, portanto é o caos.

Beijinhos

Rosa dos Ventos disse...

Venho a chegar de Lisboa onde estive dois dias, fartei-me de fazer ziguezagues nos passeios ocupados por carros e outros materiais mal-cheirosos!
Lembrei-me de ti ao contemplar o Tejo e o casario do outro lado!

Abraço

Observador disse...

E que tal perder o hábito de levar o carrinho de porta a porta?

Já sei! É pedir muito...
O costume.

Luis Eme disse...

é isso mesmo, Lúcia.

é preciso educar e cooperar.

Luis Eme disse...

sem dúvida, Cris.

aqui na minha rua há sempre uns espertinhos que gostam de estacionar ocupando dois lugares.

querem lá saber do civismo.

Luis Eme disse...

em Lisboa ainda é mais trágico, Rosa.

e gosto que te lembres de mim, rente ao Tejo.

Luis Eme disse...

era o mais importante, Observador...

mas é muito dificil, se pudessem levavam-no mesmo até ao elevador de casa...