sexta-feira, setembro 18, 2009

O Centro Municipal de Turismo

O património de Cacilhas fica mais rico com a recuperação do antigo quartel dos Bombeiros Voluntários de Cacilhas, transformado em Centro Municipal de Turismo.

Quando ainda estava em ruínas, sugeri a quem de direito, a sua transformação em Centro Cultural (algo que não existia em Cacilhas, com uma boa sala de exposições e um auditório, albergando também as colectividades culturais da Freguesia). Os responsáveis do Município optaram pelo Centro de Turismo. Ponto final.
Esperamos que enriqueça Cacilhas como Centro de Turismo de Almada, sem se esquecer da componente cultural.
A sua inauguração é amanhã, às 16 horas. No sábado seguinte, à mesma hora, no mesmo espaço, será feita a apresentação do meu livro, "Cacilhas, o Comércio, a Indústria, o Turismo e o Desenvolvimento Sociocultural e Político da Localidade Ribeirinha", pela arqueóloga, Elisabete Gonçalves.
Não posso deixar de aplaudir o bom gosto com que foi feito o convite, pelo departamento gráfico da C.M. Almada, que reproduzo com a devida vénia, não fosse eu conhecedor da sua competência e criatividade, pois já realizámos alguns trabalhos em conjunto.

10 comentários:

Cris Caetano disse...

Tá bacana! E a-do-rei o tom de vermelho.

Beijinhos e bom fim de semana

Rosa dos Ventos disse...

ESTÁ BONITO, SIM SENHOR!



















Está bonito, sim senhor!
Que tudo corra pelo melhor no dia 26 e já agora a 27 também! :-))
Um Centro Cultural é um espaço imprescindível para a formação integral de uma população.
Por aqui também precisávamos de um...

Abraço

Observador disse...

A menos que alguém já lá tenha ido a correr reparar o erro, seria interessante observar uma frase que resistiu (vi há poucos dias) na fachada do edifício.

Do lado direito de quem está virado para a parte frontal do mesmo, era visível esta frase: "Centro de Saúde".

Se, como disse, ninguém reparou, o disparate ainda lá estará.

Luis Eme disse...

fico bonito sim, Cris.

Luis Eme disse...

espero que sim, Rosa.

Luis Eme disse...

o vereador António Matos esplicou no discurso da apresentação que a manutenção dessas palavras (assim como a de serviço de incêndios) foi propositada, e é de certa forma uma homenagem ao próprio edificio e aos Bombeiros de Cacilhas.

o que até se compreende, já que se manteve a traça do edificio, Observador.
Para muita gente será sempre o "Quartel Velho dos Bombeiros"...

Observador disse...

Por essa perspectiva, a ponte 25 de Abril deveria ter ficado com um indicador de Salazar...

Vamos ver se essas palavras não vão desaparecer daqui a uns tempos.

Luis Eme disse...

embora seja pertinente a tua perspectiva, penso que não é comparável neste caso, pelo menos segundo o meu ponto de vista, Observador.

Observador disse...

Pronto, já cá não está quem escreveu...

Luis Eme disse...

claro que está, tens sempre direito à tua opinião, Observador.