segunda-feira, maio 07, 2007

Fonte da Alegria


Em 1933 um restaurante do Ginjal já publicitava a concorrência que fazia aos vizinhos de Lisboa.
Estou a falar da "Fonte da Alegria", que se situava onde hoje está o restaurante-marisqueira "Farol", próximo do cais de embarque dos cacilheiros.
O curioso são as palavras do anúncio, que nos dizem que é a única casa que rivaliza com as congéneres da Capital.

10 comentários:

Maria P. disse...

Uma pérola esse documento, curioso o número de telefone.

Um abraço*

Rosa dos Ventos disse...

Um documento histórico!

Leo disse...

Quem disse que a "pub" não tem barbas?
beijinhos
Leo

Repórter disse...

Pode substituir-se, nas calmas, o nome? Então, vá lá: Fonte da Tristeza.
Sem exageros, penso eu de que...

Luis Eme disse...

Pois é Maria... mas nestes tempos ter telefone era um luxo...

Luis Eme disse...

Eu diria, um "documento" com história, Rosa.

Luis Eme disse...

E esta, Leo?

Luis Eme disse...

Estes lugares são sempre "Fontes de Alegria", para quem gosta de comer bem e regar com uns bons canecos, Repórter...

Minda disse...

Mas onde é que vais descobrir estes verdadeiros tesouros?
Um abraço

Luis Eme disse...

Vão aparecendo por ai, Minda, em jornais amarelados...

Abraço