terça-feira, maio 08, 2007

Almada Recebe V Campus Euroamericano

O Concelho de Almada inaugurou esta tarde o V Campus Euroamericano de Cooperação Cultural, um espaço privilegiado de partilha, reflexão e aprendizagem entre os continentes Europeu e Americano (com uma predominância clara dos povos iberoamericanos).
Este encontro vai promover vários eventos, entre os dias 8 e 12 de Maio, fomentando o diálogo intercultural entre todos os participantes.
Almada sucede a grandes cidades e marca a estreia portuguesa na organização do Campus. A Primeira Edição teve lugar em Barcelona, Espanha, em 2000; no ano seguinte transferiu-se para Cartagena de Las Indias, Colômbia; a partir de 2003 o Campus passou a ser organizado com carácter bienal, primeiro em Sevilha, Espanha, e dois anos depois em Salvador da Bahia, Brasil. E em 2007, chegou a Portugal e a Almada.
Ainda é cedo para tecer comentários, positivos ou negativos, de qualquer forma, trata-se de uma grande iniciativa do Município de Almada, na tentativa de colocar a Margem Sul do Tejo no mapa-mundo da cultura.

12 comentários:

CAP CRÉUS disse...

É a 1ª vez que aqui venho.
É um blog muito agradável. Parabéns!

Zé Gomes disse...

Almada é uma grande cidade.

Progressista e atirada para a frente.

Repórter disse...

Efeitos da globalidade?

vague disse...

Este tipo de iniciativas é de louvar. O sonho nasce de alguém, q o consegue transmitir e contagiar e é assim que começa uma história :) era uma vez um sonho que tive...

Luis Eme disse...

Obrigado pela visita "Cap", a porta do "Casario" está sempre aberta de par em par...

Luis Eme disse...

Digamos que Almada é uma cidade normal... sim, progressista, e neste caso, atirou-se de facto para a frente, Zé Gomes.

Luis Eme disse...

Provavelmente Repórter.

Luis Eme disse...

Algumas histórias começam assim, outras nem por isso, Vague...

Minda disse...

Almada é, de facto, um agrande cidade como aqui já o disseram.

E esta é uma iniciativa de louvar, concordo plenamente.

Mas espero que os participantes não entrem em Almada depois de atravessar o lindíssimo Tejo porque, aí, teriam a recebê-los uma "maravilhosa e perfumada" lixeira, que é aquilo em que Cacilhas se está a transformar.

Luis Eme disse...

Esta descansada Minda, que a organização tem autocarros que os levam directamente pela ponte para o aeroporto.

Claro que há sempre aventureiros, que gostam de descobrir as cidades por onde passam, pelo próprio pé, mas basta aproximarem-se da Av. Afonso Henriques, para perceberem que se anda a esburacar a cidade, à procura de "ouro"... e se decidirem chegar a Cacilhas, o tormento é maior...

nunocavaco disse...

Parece que vai ser uma grande iniciativa. A troca de ideias e de experiências é sempre de louvar.

Luis Eme disse...

É sim senhor Nuno.