sábado, abril 14, 2007

Almada no Olhar de Albino Moura


Foi inaugurada ontem ao fim da tarde, na Oficina de Cultura de Almada, uma exposição de Albino Moura, um excelente pintor e poeta cá da terra, cujo nome diz tudo, “Almada do Meu Olhar”.
A Câmara ofereceu a todos os presentes o livro-catálogo da exposição, com bonitas imagens de Albino Moura, que aparecem de mão dada com as palavras poéticas de Alexandre Castanheira.
Curiosamente o público presente fugia um pouco dos habituais convivas destas coisas das artes e letras. Estranhei mesmo ver tantos funcionários superiores das várias culturas do Município na inauguração. Ainda "entrei" com um amigo, sobre a provável obrigatoriedade de estarem presentes, ele sorriu de forma enigmática, com um mais ou menos...
Quem não pára de me surpreender é o Vereador da Cultura, o famoso engenheiro António Matos. Quando nos cumprimentámos mostrou-se impressionado com a minha capacidade de “bloguista”, por conseguir manter activos três blogues.
Depois vieram os discursos e já não tive oportunidade de lhe responder. Talvez ele apenas quisesse dizer que sabe das coisas "bonitas" que escrevo sobre o Município. Apenas queria acrescentar que, como muito bem diz o povo, quem corre por gosto não se cansa... até porque ele sabe do meu gosto de escrever, e, quem gosta das palavras tem mais facilidade em manter lugares como o "Casario", o "Largo" e as "Viagens", arejados e convidativos...
Claro que fiquei curioso sobre a sua opinião sobre a blogosfera.
Provavelmente, não está muito encantado, porque nesta cidade, actualmente sem um jornal de referência, só existem os blogues para abordarem os temas da actualidade e dizer algumas verdades sobre o que vai mal nesta Margem do Rio.
Voltando à exposição, ela merece uma visita de todos os almadenses, pela sua grande qualidade e diversidade temática.

17 comentários:

Alice C. disse...

Vá lá, Luís, ainda há alguém na Câmara de Almada, com capacidade para te surpreender.

Talvez o engenheiro Matos (mais um engenheiro...) queira ficar bem informado sobre o que se passa em Almada e visite os blogues da cidade.

Maria P. disse...

Não conheço o Sr. Vereador, mas concordo com ele (eu, talvez com outras intenções) de facto os espaços que tens neste mundo-net são magníficos: de tirar o chapéu!

Bom sábado*

Repórter disse...

Sobre a exposição: magnífica. Própria de um verdadeiro artista. Obrigado, Albino Moura.
As palavras de Alexandre Castanheira, inseridas no livro-catálogo,são mesmo dele. Simples e atempadas. Como só ele sabe...

Sobre a outra exposição, mais política, o António Matos sabe perfeitamente o movimento da blogosfera. Bem como a existência de blogs almadenses. Se gosta ou não, é outra história.

Posso adainatr uma curiosidade? Posso?
Alguns blogs têm feito, pelo seu conteúdo, com que a autarquia reflicta. Se toma decisões rectificativas ou não...

Repórter disse...

Em vez de adainatr (parece ucraniano), deve ler-se "Posso adiantar uma curiosidade?

Luis Eme disse...

Acredito Alice. Só espero é que as leituras lhe serviam para alguma coisa...

Luis Eme disse...

Ele não disse exactamente isso Maria (pelo menos não o percebi dessa forma tão elogiosa, com que me mimas...) elogiou mais a minha capacidade de trabalho...

Luis Eme disse...

Espero bem que sim, Repórter, que reflitam, até porque a maior parte dos blogues almadenses não criticam por criticar. Tratam os temas com seriedade e de uma forma construtiva, .

Muitas vezes até dão sugestões...

Em relação aos comentários, as coisas às vezes descambam, mas são reflexo da liberdade de opinião existente, pelo que...

Maria disse...

Não te querendo mimar, os teus 3 blogs são mesmo MUITO BONS.
Voltando ao teu post neste blog, a exposição merece ser vista pelos almadense, sem sombra de dúvida, e pelos não almadenses?
Ou será uma daquelas exposições em que os que não são da terra ficam completamente aparvalhados, por não conhecerem os problemas da terra?
Agora peço que mates a minha curiosidade: conheci em tempos um António Matos, de Almada, que era da UDP. É o mesmo senhor, ou é coincidência de nomes?
Bom domingo

Minda disse...

Luís. Cá estou eu, depois de uma prolonagda ausência, por motivos profissionais (sobretudo). As coisas andam "beras" lá pelo meu órgão autárquico e, como sabes, dado ser delegada sindical, desdobro-me em inciativas e contactos (o tempo não dá para tudo).

Adiante, pois então, que o que me fez cá vir é o que tu escreves e não para desabafar...

A exposição já fui ver (até coloquei um artigo no Infinito's). Adorei. Albino Moura é, de facto, um grande artista almadense, que nos faz sentir orgulhosos (mas não só aos cá da terra... a todos os portugueses!).

Sobre o vereador Matos (que eue conheço desde quando exercia o cargo na CM do Seixal), pessoalmente nada tenho a criticar, embora isso não signifique que concorde com a política cultural do município (que nem sequer sei se existe! tantas são as incoerências programáticas desta nossa autarquia a esse nível, mesmo que vá fazendo algumas coisas positivas, há que admiti-lo).

Sobre a "piada" acerca da tua capacidade de blogar... entendo-a apenas como isso mesmo: uma piada acintosa, mascarada como se fosse um elogio. E falo com conhecimento de causa... pois sei bem como certos tarefeiros, "spin doctors" ou coisa que o valha, ao serviço do PC, andam por aí navegando na blogosfera e quais os objectivos que, supostamente, acabam por estar por detrás dessa atitude...

... que é tudo menos de humilde reconhecimento, de aprendizagem. Não queriam mais nada! Parece-me que servem mais para "marcar" quem escreve do que aprender com o conteúdo das notícias.

Mas é melhor calar-me, não só por o texto já ir longo, mas para evitar dizer mais do que aquilo que devo.

Um abraço.
Bjs

Luis Eme disse...

Maria estás desde já convidada e peço desculpa pelo lapso... claro que a exposição é para todos aqueles que a quiserem ver, até podem fazer excursões, mesmo de Espanha (não vale a pena ir mais longe...).

Julgo que este António Matos não é o mesmo a que te referes. Este senhor foi vereador do Município do Seixal antes de se mudar para a Autarquia de Almada, e sempre com as cores da APU u da CDU.

Luis Eme disse...

Olha a Minda!

Há meses que não te via por aqui (claro que estou a exagerar...).

Em relação às referências ao comentário do vereador da Cultura, claro que também as entendo como um "presente envenenado". Do género: «continua, mas olha que nós estamos cá para te ler.» O que, diga-se de passagem, acaba por ser óptimo, porque os blogues existem para serem lidos.

Maria disse...

Às vezes faço mesmo perguntas tontas...
Passei entretanto num outro blog, onde fiquei mais esclarecida sobre essa exposição em Almada.
Acho que no próximo sábado não me escapa...

Quanto a esse vereador então não é quem eu pensava... mas tenho ainda num qualquer "chip" que já estava muito arrumadinho um apelido Matos ligado a Almada... Vou ver se me lembro...

Beijo

Minda disse...

Olá Maria. Afinal sempre foste foi aqui no Casario que soubeste da exposição do Albino Moura... (eu calculava).
Quanto ao sr. que referes, de apelido Matos, será que se trata do meu amigo Alberto Matos? Ele era da UDP e, agora, é do BE (tal como eu). Esteve em Almada muitos anos mas, actualmente, vive em Beja. Escreve umas crónicas muito interessantes na Radio Pax (onde está lá a foto dele para verificares se é o que estás a pensar).
Já agora, que estou curiosa, fico à espera que digas alguma coisa.

dulce disse...

Já passei por lá mas como ía com pressa não deu para entrar. Esta semana vou de certeza.
Beijos

Luis Eme disse...

Não fazes perguntas tontas, eu é que salientei os almadenses, esquecendo o resto do "mundo", Maria.

Não sei se a Minda te ajudou em relação ao apelido "Matos". Espero que sim.

Luis Eme disse...

Quando passares por lá, entra, que vale a pena, Dulce.

Descobres uma exposição sobre Almada, com uma grande diversidade temática e artística

Maria disse...

A Minda ajudou, sim.
Se me permites, Luís, dou-lhe uma palavrinha.

Minda:

Foi o apelido que me baralhou... É o Alberto Matos, sim. Não sabia que estava em Beja... espero que a fazer um bom trabalho..

No sábado vou aí à exposição... já disse que gosto dos traços redondos...