domingo, junho 22, 2008

Conversas de Café (12)

- Somos tão preconceituosos, mesmo sem querermos.
- Porque dizes isso?

- Falo por mim, claro. Tenho a mania que não sou racista e ainda ontem disse a um pseudo-chefe, que não era "preto".
- Não somos, mas para lá caminhamos, com este andar...

- É uma frase racista como o caraças.

- Pois é, mas todos a dizemos...
- Há sempre situações nas nossas vidas em que nos sentimos "pretos".
- E não apenas com esse sentido de escravo do trabalho.

- Então?
- Já vivi uma experiência especial. Estive num bar de música africana em que era o único branco. Nunca senti tantos olhares fixos na minha pessoa. Embora não fosse hostilizado, percebi em parte o que sente um preto na terra de brancos...
- Imagino a sensação...
O desenho é de Bernardo Marques.

11 comentários:

Maria P. disse...

Conceitos complicados de apagar totalmente, infelizmente...

Bernardo Marques, excelente sempre.

Beijos, Luís M.

Lúcia disse...

Luis: agora há um conceito novo: discriminação positiva. Acredito que seja necessária. Mas já não acredito que um dia a discriminação acabe. Infelizmente. Até porque essa discriminação postiva é uma reacção à outra. Que vai sempre existir. Cabe a cada um de nós mudar, claro. Mas já não sonho com milagres.

Abraço

minucha disse...

John Lennon dizia e cantava que as "Mulheres são os Pretos do Mundo", "Women are the niggers of the world!
e não estava a ser racista....

Luis Eme disse...

nunca se apagarão, até porque temos tonalidades de pele diferentes, M. Maria Maio...

Luis Eme disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luis Eme disse...

discriminação é sempre discriminação, positiva ou negativa, Lúcia...

Luis Eme disse...

e continuam a ser, em parte, Minucha...

redonda disse...

Gostei muito do desenho. Gostava de ser capaz de desenhar assim.
Uma vez tive uma conversa parecida com uns colegas.

Rosa dos Ventos disse...

Todos temos destes deslizes, mesmo sem sermos racistas e depois ficamos envergonhados.
Qualquer dia conto uma história "engraçada" que se passou comigo há muitos anos.

Abraço

Luis Eme disse...

quem não gostaria, Redonda?

parece simples, mas...

Luis Eme disse...

não és só tu que tens histórias engraçadas Rosa.

Eu tive um colega "preto", e era dos que menos achava piada às bocas racistas, mas as poucas vezes que utilizei a palavra preto, lá parecia ele, mesmo sem ser nada com ele...