terça-feira, maio 13, 2008

Conversas de Café (8)

- Achas que a beleza é fundamental?
- Fundamental para quê?
- Para quase tudo. Para se arranjar uma namorada, um emprego decente...
- Não acho que seja fundamental. Sempre encontrei mulheres bonitas com homens feios e vice-versa. Nos empregos nem se fala, é cada mamarracho...
- Então porque razão o mercado das plásticas floresce?
- Porque é moda e porque algumas pessoas não se aceitam, quando olham ao espelho.
- Já pensaste em alterar alguma coisa no teu corpo?
- Não. Nunca me senti bem com as coisas demasiado perfeitas...
- Nem mesmo com mulheres?
- Não. As mulheres demasiado belas, parece que sairam de um filme, que não fazem parte da minha realidade...
A Foto é de Robert Doisneau, que lhe chamou "Coco" e é de 1952.

20 comentários:

pikenatonta disse...

Sem dúvida... Bela conversa de café! ;)

Maria disse...

Muito lúcida esta conversa de café.....

Beijinho, Luís

Rosa dos Ventos disse...

Este post aliado à foto está "como sopa no mel"!

Abraço

Maria P. disse...

As conversas deles...

:)Beijos Luís M.

Oris disse...

São mesmo conversas de café....
Ou se calhar, não....
:)

Beijitos, Luís

Lóri disse...

Eu, cá pra mim, acho q homens bonitos demais sào assim como os computadores Mac. É liiinddoooo, todos e, sobretudo, todas acham, e aí está o problema. Fica tudo dando em cima e, no fim, eu nem sei direito como usar. Dá trabalho demais! Prefiro homens interessantes que se cuidem razoavelmente, do tipo: barba feita, cabelo em ordem, unhas cortadas, bem informados e, acima de tudo, sorriso franco e que olhem PRA MIM, prioritariamente, PRA MIM.

Adorei esta conversa de café. Cai super bem quando já se passou dos trinta! :)

Beijos de maio, Luís!

alice disse...

não esquecer que a beleza interior é a mais importante :) beijinhos *

Luis Eme disse...

as conversa de café, são quase sempre deliciosas, Pikena...

Luis Eme disse...

a lucidez também paira à mesa do café, Maria...

Luis Eme disse...

adorei a tua expressão, Rosa, «como sopa no mel...»

Luis Eme disse...

podes crer, M. Maria Maio, eles têm cada conversa...

Luis Eme disse...

são conversas de café, simplesmente, Anoris...

Luis Eme disse...

adorei a tua comparação com os "mac", Lóri...

Luis Eme disse...

pois mas não digas isso às lilis e aos castelos brancos, Alice...

Cris Caetano disse...

Dessa vez não resisti e passei os olhos nos comentários antes de postar e já esperava algo como o que a Lóri disse.

Entendo a plástica na tentativa de rejuvenescimento, mas para melhorarem em matéria de beleza, não. A beleza é uma faca de dois gumes, principalmente profissionalmente, pode-se não arranjar emprego por não ser-se levada a sério como profissional ou qdo se arranja emprego, há o estigma de ter-se conseguido de uma maneira não muito "digna", digamos assim. Acho que os "feios" ou os não obviamente bonitos sempre saem ganhando. E é só observarmos à nossa volta pra constatarmos isso. E claro que estou falando de "pobres mortais" e não de atores e atrizes.

Beijinho

Lóri disse...

A propósito de "coisas" e obras demasiado perfeitas, nem sempre são bem vindas, bonito é tb o que não é feito ao milímetro, como numa manufatura.

Sabem que os tapetes persas, caríssimos e lindos, têm sempre uma carreira que destoa, ou um fio atravessado, justamente para mostrar que foram feitos à mão, e que as mãos não são infalíveis, mas sào o que de melhor se pode encontrar em termos de dedicação. Assim, tou com as artesãs dos tapetes persas, nada como a paciência e a persistência para fazer os objetos que amamos mais bonitos. E únicos!

Mais beijos, que hoje a primavera fora de hora deixou-me no melhor do humor!

Luis Eme disse...

não sei não, Cris...

Luis Eme disse...

viva a Primavera, que deixou a Lóri no melhor do humor!

vague disse...

isto tb ficava bem num certo post, não fosse ele sexista
:)

Luis Eme disse...

pois, Vague...