quinta-feira, fevereiro 21, 2008

Olhar o Espelho...

A Maria Luar, que tem "O Quarto de Lua", quer conhecer-me melhor...

Tenho "fugido" a estes jogos, por não os achar importantes, já que penso que somos muito aquilo que escrevemos, por mais capas que utilizemos. Depois, como tudo isto continua a ser demasiado virtual, nem sequer acho que seja necessário mudar as coisas...
Por opção pessoal, assino os meus blogues com o meu nome. Não tenho mostrado o rosto - que acaba por ser público, pelo menos em Almada, onde sou conhecido, pelo menos nos meios culturais -, na tentativa de diminuir toda esta exposição...
É por isso que hoje vou abrir uma excepção. Vou abrir a janela e mostrar-me ao mundo, nesta minha casa, rente ao Tejo...
A Maria Luar pede-me seis características pessoais. Ai vão:
- Sou teimoso (especialmente quando penso que tenho razão...);
- Sou extremamente pontual (quem me rodeia acha um exagero...);
- Sou ligeiramente distraído com as coisas pequenas da vida (acaba por ser óptimo, viver acima das miudezas da nossa sociedade...);
- Gosto demasiado da Liberdade (toda, até da liberdade dos outros...);
- Gosto de andar (especialmente por caminhos agradáveis, com os cheiros a campo e mar...);
- Gosto de escrever, tudo (ficção, poesia, ensaios, notícias, diálogos...);
E já está, não custou quase nada...

26 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Muito prazer em conhecer-te um pouco mais e melhor, apesar de já adivinhar em ti algumas dessas características, o que não era difícil, porque, como dizes, somos muito o que escrevemos...
Mas eu acho que também somos muito o que não dizemos, o que não fazemos e o que não escrevemos...
Eu, pelo menos, sou mais assim e como mais por menos dá menos eu estou a reduzir-me a nada!
Um abraço para ti que és "um guardador do Tejo e de sonhos"

Maria P. disse...

Olá, é um prazer conhecer-te, mais...:)

Abraço*

alice disse...

que bonita paisagem, luís :) é um privilégio que não tem preço. e o azul fica-lhe bem. eu também sou pontualíssima. é uma chatice, até para mim, mas não consigo mudar.

beijinho grande

Maria disse...

Olá Luís... não te via faz um tempo...
Quem te lê habitualmente já sabia 3 das características que referes, a 1ª, a 4ª e a 6ª....

Um abraço, do lado de cá do Tejo, mas a vê-lo, também

Maria Luar disse...

Ora bem, como vês, não custou muito e soube muito bem. Gostoso mesmo. Primeiro porque aderiste a um desafio que alguns dizem ser fútil.Contigo nada é fútil.Tu não o és e essa ideia vai acabar.
Depois, fiquei a conhecer-te melhor. Muito melhor porque a fotografia veio acompanhar as palavras.

Por fim, foste muito simpático. Fica aqui o meu muito obrigada. Estou contigo.
Abracinho
*
xi
*

JSD disse...

A JSD Almada vem por este meio comunicar a realização do primeiro módulo do ciclo "Pensar Almada" no dia 2 de Março.

Numa atitude pró-activa da racionalização da cidade de Almada, a JSD Almada convida todos os interessados.

Mais infromações
http://jsdalmada.blogs.sapo.pt

Ida disse...

Com que então, o Guardador sério e cioso dos seus deveres cívicos deslizou para o pessoal, uma vezinha na vida que seja! :) OK, tou a te provocar, bem sabes. É que eu sou quase o tempo todo tão pessoal, que as pessoas ficam assutadas qd mostro que também sei ser sisuda e profissional, mas tb sabe bem como experiência. Já que estamos nisso, as tuas características que mais gosto são a da Liberdade e a de andar. Bem tua a obs sobre a "liberdade dos outros" agradável confirmação do que eu já achava. E o andar "com cheiros a campo e mar" que me faz achar q deve ser bom caminhar ao teu lado, pra relaxar, de quando em vez. Pena vivermos à beira de rios tão distantes. Qto à foto, tens um rosto muito português, ibérico, sei lá, são pra mim características muito reconfortantes, o nariz longo, os cabelos escuros e esse olhar que pões, na foto, que evoca o Longe e faz dele história. Mas já tinha uma idéia de ti pela capa do teu livro, com o teu filho ao colo, foto deliciosa aliás. O livro, eu recomendo a todos, "Um café com sabor diferente".

Beijos para o Guardador revelado.

PS: Rosa querida, não vás por esse lado dos sinais matemáticos, lembra do mote atual de elegância e criatividade, Menos é Mais. Portanto, tdo que não descortinas, torna-te ainda mais interessante.

Sininho disse...

Luís:
Sim senhor; distraído, hehehehe, isso quer dizer que te esqueces das datas dos aniversários da família??? Já estou quase a ver o filme...
Essa característica e a de gostares muito de andar, são as únicas que não partilho contigo.
Porque é que este teu "auto-retrato" não me veio surpreender?
Ora, acho que já te conhecia razoàvelmente, pelo que aqui tenho ocasião de ler.

Ahhhhhh, uma revelação deste lado:
Não faltam muitos dias para eu colocar também uma foto minha lá no meu canto.
Tararaaaan:)))))))!!
Me aguardem.

Abraço

PS- Grande varanda essa, hein?
Privilégios...

Oris disse...

Gostei de te conhecer um pouco melhor, Luís.

A foto está excelente...a paisagem deve ser deslumbrante.

Bom fim-de-semana.
Beijitos

Luis Eme disse...

Somos todos um pouco assim, Rosa...

mas somos tanta coisa, que essa de te estares a "reduzir a nada", não faz sentido.

Vai buscar o melhor que há em ti e anima-te, A vida tem mais tons que o cinzento...

abraço apertado

Luis Eme disse...

Dia apos dia, vamo-nos conhecendo, cada vez melhor, por um gesto, uma palavra, um sorriso e até uma lágrima, Maria Maio...

Luis Eme disse...

O lugar é lindo, Alice, pode-se olhar para Lisboa, para o Tejo e para Almada (miradouro do Jardim do castelo de Almada)...

Luis Eme disse...

Eu sei, Maria, como disse, somos muito o que escrevemos...

Luis Eme disse...

Ora cá está a Maria Luar, que foi a "causa" disto tudo!...

Eu é que te devo agradecer, por me teres convidado a "aparecer" à janela...

Luis Eme disse...

Mais importante que "Pensar Almada", é "Agir Almada"...

Luis Eme disse...

Também penso que serias uma boa companhia, para caminhadas, rente a qualquer rio ou riacho, Ida...

Luis Eme disse...

Conheces a varanda, Sininho (miradouro do Castelo de Almada? É de facto linda, tal como os jardins da Casa da Cerca...

Eu também acho que te conheço, razoavelmente, Sininho. Andas por aqui pelo prazer de escrever e de assistir à ressonância (ou eco) das tuas palavras, sempre com essa tua ironia única, capaz de nos rouba quase de imediato, um sorriso...

Luis Eme disse...

A paisagem, como já disse, é "Clássica", Anoris.

è um dos melhores miradouros da cidade.

Kalinka disse...

Que coincidência ter passado hoje por cá, para te «conhecer».
Que belo lugar esse, tenho que o conhecer melhor, ensinas-me o caminho?
No ano passado fui c/uma amiga do Porto, que me pedia há algum tempo, visitar o Cristo-Rei, se calhar, até passei perto e não me apercebi.

Também eu sou teimosa (especialmente quando acho que tenho razão...);

Isso preciso eu, de uma boa companhia, para caminhadas, rente a qualquer rio ou riacho.

Bom domingo.

redonda disse...

Gostei de ver como és :)
E porque é mais fácil escrever (pessoalmente sou muito calada) e porque pode ser que nunca nos encontremos em pessoa ou então se nos encontrarmos, nessa altura já estará esquecido o que vou escrever, achei que és muito giro :)

Luis Eme disse...

É de facto um sitio bonito, no chamado centro histórico de Almada, próximo dos Paços do Concelho, Kalinka...

Luis Eme disse...

Nem tanto, Redonda...

Então escreves mais do que falas?...

Eu acho que falo tanto como escrevo...

redonda disse...

Gosto mais de ouvir do que falar :)

Luis Eme disse...

É uma qualidade, Redonda...

Dulce Alves disse...

Quando conhecemos alguém neste imenso universo que é a blogosfera, fazemos uma ideia dessa pessoa pelo que escreve e pela forma como escreve. Mas acabamos sempre por ter curiosidade pela sua fisionomia, pelas suas características pessoais e pelo seu feitio.

Confirmei pela foto e pela breve descrição que fez, que o Luís corresponde àquilo que a sua escrita trasmite.
Contempla o Mundo com alguma serenidade e bastante perspicácia, tal como na imagem.
E tenta imprimir ao (seu) Mundo um cunho pessoal que é firme e convicto, nunca deixando de ser tolerante e respeitador.
Oxalá muitos fossem assim.
Gostei, não só de confirmar as minhas suspeitas, bem como de conhecê-lo um pouco mais.

Luis Eme disse...

Pois, também podia dizer que sou demasiado autêntico (tenho tanta dificuldade em ser hipócrita e às vezes é necessário, pelo menos para lidarmos com cinicos)...

Era bom que fosse sempre assim, como dizes, Dulce, tolerante e respeitador.

Pelo menos tento...