domingo, julho 08, 2007

Porquê?

Porque será que algumas pessoas insistem em não respeitar o que devia de todos e para todos?
Porque será que as crianças não podem brincar nos espaços relvados em Almada, sem terem de encontrar cães à solta, juntamente com os seus "presentes"?
Porque será que algumas pessoas insistem em achar que os animais são "humanos"?
Para que servem as placas de proibição, se quase ninguém as cumpre?

18 comentários:

Luana disse...

Servem para mostrar a insanidade geral da população.

Maria P. disse...

Nem sequer deviam ser precisas essas placas, haja bom senso!

Boa semana*

CAP CRÉUS disse...

Não concordo que os cães façam as necessidades e os donos não as apanhem, mas também não vejo tantas placas e tantos comentários, contra aqueles que cospem no chão, deitam as beatas e o lixo onde não devem, conspurcam o que devia ser de todos, falam alto, conduzem com o rádio bem alto e por aí fora.
façam parques só para os cães e outros onde estes não possam entrar.
PS- Os cães tal como as crianças, necessitam igualmente de carinho, comida, cuidados médicos,atenção.
PS2 - As palcas de proibição não são de todo respeitadas, não é um exlusivo dos donos dos cães...

Repórter disse...

Falta de civismo.
Chega esta frase? Talvez não. Porque os cães abandonados não sabem o que isso é. Os que não passeiam abandonados, deveriam ser orientados, ensinados pelos donos, cuja maioria se mostra insensível. São porcos os donos que não limpam o que os seus animais fazem.

Realmente, não deveriam ser necessárias placas avisadoras.

Resultaria uma acção pedagógica e outra, posterior, fiscalizadora. Com multas a doer.
Regulamento Municipal? Já ouvir falar, já...

Cris Caetano disse...

Falta de cinismo: alguém disse e acrescento a falta de educação, que é o respeito ao direito do próximo. Sou dona de cachorro, tenho várias amigas que tem cães e passamos pelo mesmos problemas que passam pais com crianças, que é o de ter que conviver com gente mal educada que insiste em deixar seu totó solto sabendo que um animal age por instinto e por isso mesmo, em locais públicos, deve andar sempre preso.
Beijinho

Maria disse...

Porque as pessoas que têm cães, na sua maioria, não são civilizadas, Luís.....

Luis Eme disse...

Concordo contigo Luana.

Bem vinda a este espaço.

Luis Eme disse...

Claro que não, Maria.

O pior é que muitas vezes chamamos a atenção a algumas pessoas com alguns cães mais assustadores e elas, ainda nos dizem, se temos alguma coisa com isso... como se aquele espaço não fosse de todos.

Luis Eme disse...

Acho que algumas das tuas comparações não são muito felizes "Cap".

Os tipos porcos que cospem e atiram beatas para o chão não mordem nem metem medo às crianças, como alguns cães de algumas raças, que os donos adoram expor à solta, como se fossem o prolongamento da sua imagem.

E todos sabemos que se eles andassem com trela, nos espaços públicos, evitavam-se muitos acidentes, alguns com gravidade.

Devo acrescentar que nada tenho contra os animais. Aliás cresci sempre na companhia de cães, na casa dos meus pais, com bastante espaço para circularem.

Luis Eme disse...

Creio que isto já não vai lá com acções pedagógicas. Só com repressão, Repórter.

É uma pena que as pessoas se comportem desta maneira. Obviamente, os animais são os menos culpados do comportamento dos donos.

Luis Eme disse...

É isso mesmo Cris.

Recordo que o Lobo de Alsácia dos meus pais já mordeu o meu irmão duas vezes, apenas por ciúmes, quando o meu pai se despedia dele... e estava habituado à sua presença.

Luis Eme disse...

Concordo plenamente contigo Maria...

CAP CRÉUS disse...

Boas,

Não disse que concordava com o facto de os cães andarem à solta, para gáudio dos seus donos. E sem perfeitamente que alguns cães são para pura exibição desses mesmos donos!(coitados desses cães..).
O que quis dizer é que não façam dos cães os bodes expiatórios e tudo o que vai mal nas ruas e jardins. Não são os cães que arrancam tabuletas e fazem grafities, e cospem e etc..
Os donos devem tb ser educados a ter animais.
Os cães são o espelho dos donos, não cães maus, há donos maus.
Sou apologista de uma maior e melhor vida em sociedade, não te esqueças!
Abraço

Luis Eme disse...

E eu concordo contigo, "Cap".

Todos nós sabemos que os animais são os menos culpados destas ocorrências.

Cris Caetano disse...

civismo...não cinismo....lolololol.
Beijo e um bom fim de semana!

Luis Eme disse...

Eu percebi Cris...

caniche vagabundo disse...

Caros Luís, Maria, Luana:

Estou plenamente de acordo convosco e acrescento: deviam ser sumariamente exterminados todos os animais, especialmente os cães. Assim as criancinhas podiam usufruir em absoluto dos jardins quase perfeitos de Almada (imperfeitos por nossa causa!).

Acho mesmo que devia existir uma vala comum para cães em cada jardim, apenas tapada por um vidro, para que se pudesse andar sobre a vala e mostrar que afinal o bem prevalece sempre...tipo instalação de arte contemporânea.

E os ex-donos obrigados a usar a coleira dos seus defuntos cães no braço esquerdo, demonstrando assim o seu arrependimento.

Ó Luís, há pessoas que insistem ser "humanas"...

Luis Eme disse...

Se o teu comentário era para fazer rir "caniche", não foi muito feliz...

O problema é que os animais já nem sequer podem ser simples animais... porque há uns "animais" de duas patas que insistem em humanizá-los...