sábado, julho 07, 2007

As Marchas em Almada


As Marchas Populares começam a ser sinónimo de qualidade em Almada.
Apesar de não ser uma tradição local, devemos sublinhar que as colectividades têm aderido a esta iniciativa de uma forma entusiástica, e de ano para ano, é notória a melhoria de qualidade, em quase todos os aspectos.
Claro que esta análise só a faço no Pavilhão dos Desportos do Feijó, porque o recinto ao ar livre, onde decorre a Primeira Apresentação é demasiado restrito (este ano existe desculpa, já que as obras do Metro obrigaram a que se escolhesse um outro lugar, para o desfile, junto à Lisnave), praticamente a exibição resume-se à passagem pela tribuna de honra.
Apesar de resultar numa sobrecarga de trabalhos, era bom que o Município de Almada pensasse seriamente em fazer o mesmo que é feito em Lisboa, colocando bancadas desmontáveis em toda a área onde decorre a apresentação da Marcha, possibilitando a visualização deste espectáculo a um maior número de pessoas, sem terem de estar quase encavalitadas em cima umas das outras.
A imagem que acompanha o texto é das Marchas do ano passado, da Marcha da Incrível e da Academia Almadense (este ano não tirei fotografias...).

13 comentários:

Minda disse...

Pessoalmente não sou grande apreciadora de marchas (ditas populares). Mas admito que podem ser um espectáculo interessante para quem gosta do género.

Mas nunca percebi porque razão o desfile na rua (a tal 1.ª apresentação) é apenas em frente à "tribuna dos notáveis" (aliás a única)... a população que fica pela avenida pouco consegue ver (ou mesmo nada) a não ser os que chegam horas antes e ali ficam junto ao palanque dos VIP.

Deixei-te um desafio lá no INFINITO'S... passa por lá!

A continuação de um bom fim-de-semana.

Bjs

Repórter disse...

A ideia de bancadas desmontáveis é boa. Sugere à organização, onde uma das doutoras do reino decerto levará em consideração.

Tal como a Minda, não aprecio marchas. Nem populares nem as outras.

Uma coisa acho curiosa. Todos os anos há zangas. Organizações que não concordam com a classificação e ameaçam nunca mais voltar.
Pelos vistos, não passa de promessas ocas e ainda bem pois, pelo que se nota, existe uma melhoria.

Kalinka disse...

ESTOU
MUITO
CONTENTE...
FOI
SOFRÍVEL
POIS
FOI MESMO O ÚLTIMO MONUMENTO A SER ANUNCIADO...
MAS...
VALEU A PENA
A ESPERA.
MERECIDAMENTE...
O TAJ MAHAL É CONSIDERADO COMO UMA DAS 7 MARAVILHAS DO MUNDO.

Bom domingo.

Continuo a divulgar os meus passeios pelo Alentejo, a ultima reportagem fotográfica foi de Moura.

Alessandro disse...

Almada sempre primou pela qualidade das suas marchas. Talvez seja o unico momento do ano em que as freguesias sao bairristas e deixam o monismo centralizador.
A esta hora estou duplamente feliz. A minha Trafaria voltou - e Almada não é Almada sem a Trafaria - e além de voltar, ganhou o primeiro lugar.
Podem-nos roubar tudo, menos o orgulho de ser quem somos.

isabel victor disse...

Viva a Academia Almadense !

Vivam as colectividades de Cultura e Recreio que teimam em resistir por esse país fora. Um Património português de PRIMORDIAL interesse.

Tenho uma tamanha admiração ... Luís Éme

Viva !

Rui disse...

BAHHHH..ENORME SUSPIRO....É SÓ MERDA!! AO MENOS NÃO FALAM DO METRO FDX...

Cris Caetano disse...

Gosto de tudo que seja sinônimo de tradição porque sempre está ligado a nossa cultura e me ressinto que no Brasil estejamos nos distanciando muito de nossas tradições, que tentam sobreviver, por pura insistência de cidadãos conscientes em algumas cidades do nordeste barsileiro. :)
Beijinho

Luis Eme disse...

Eu tenho tido a possibilidade de assistir no pavilhão ao desfile e tenho gostado. Tem havido uma melhoria significativa na qualidade das marchas, vestem-se e dançam cada vez melhor.

Claro que na Avenida, não há grandes hipóteses de ver alguma coisa. O desfile é nitidamente feito apenas para o palanque "real".

Olá desafio!

Luis Eme disse...

Penso que a ideia das bancadas é boa, Repórter, mas... infelizmente a "monarquia" almadense dá cada vez menos ouvidos ao "povo".

Luis Eme disse...

Ainda bem que ficaste contente Kalinka.

Continua a "curtir" o nosso Alentejo...

Luis Eme disse...

Fico satisfeito com a notícia Alessandro.

Achei que a Trafaria foi a melhor a "marchar", embora não fosse a mais bonita.

Concordo contigo em relação ao bairrismo que se sente nas marchas, por vezes até é demasiado excessivo, tal é a ânsia de ganhar de algumas associações.

Luis Eme disse...

Viva a Academia e viva a Incrível Almadense, ambas centenárias, que têm dado as mãos neste concurso, patrocinadas pela Junta de Freguesia de Almada.

E não têm estado nada mal, Isabel.

Luis Eme disse...

As tradições fazem parte da nossa história e devem ser sempre preservadas, o que nem sempre é fácil, Cris...