quinta-feira, dezembro 28, 2006

Dar Largas à Imaginação


O "Diário de Notícias" lançou hoje um desafio aos seus leitores: O que fazer para 2007 ser um ano melhor?
Só pode ser entendido como uma brincadeira, onde se pode discretear sobre o que nos apetecer (conforme consta no convite...).
O problema é que depende muito pouco de nós fazermos de 2007 um ano melhor...
Claro que não estou a falar no civismo, na protecção do ambiente que nos rodeia e nas várias questões familiares que enfrentamos diariamente, que aí sim, podemos marcar a diferença e contribuir para que o Ano Novo seja melhor.
Estou falar da governação, dos "homens do leme", que têm revelado vezes de mais, parcos conhecimentos de "navegação", para nos levaram a bom porto...
Estou a falar da ausência de qualquer ponta de humanismo dos grandes capitalistas, que fecham fábricas a torto e a direito, sem se preocuparem com o rasto de pobreza e miséria que deixam para trás, porque a única coisa que lhes interessa é o "vil metal".
É por isso que digo que os senhores da direcção do "DN" são os brincalhões...

8 comentários:

Anónimo disse...

Pois são, Luís, até parece que estamos no carnaval ou que esses senhores estão a fazer o jogo do nosso (des)governo e dos senhores do capital...

Estarão????

Ah, Luís, no dia em que o povo despertar...

jcfrancisco disse...

Gostaria de dar a minha opinião. Penso que o facto de a namorada do doutor da mula ruça ser jornalista desse jornal ajuda a explicar o assunto. Eu chamo-lhe doutor da mula ruça não só porque ele é mesmo pigarço mas porque nunca lhe viram o diploma de engenheiro.

Luis Eme disse...

Maria,
apesar dos jornais que continuamos a ler fingirem-se sérios, continuam a gostar mais de espalhar "fait-divers" que notícias importantes, tal como a TV.
As modas pegam-se...

Luis Eme disse...

Zé do carmo Francisco,
não seria tão redutor, nem que parece que a dita senhora tenha assim tanto poder no jornal.
Penso que é um problema do jornalismo de hoje. Além da atacar as coisas pela rama, dá mais relevo às futilidades que às coisas que realmente interessam.

Maria P. disse...

São piadas, Senhor...

Apetece dizer e não levar a sério estes números jornalisticos.

Mas a Maria tem razão, quando o povo despertar...
Embora possa ser tarde para alguns problemas graves.

Um bom dia.

Luis Eme disse...

Maria P.,
São piadas... para sorrisos amarelados...

Menina_marota disse...

Eu não gostaria de ser "agressiva" mas por vezes parece-me que eles querem é gozar com a cara dos Portugueses ou então fazerem de nós estúpidos...

Mas o caminho que isto leva, não vejo nada de bom no horizonte...

Antes estivesse enganada...

Um abraço (que ainda não paga imposto...)

Luis Eme disse...

Não é nada agressiva...
infelizmente, caminha-se mesmo para a banalização das coisas sérias, valorizando o fútil e o supérfluo.