quarta-feira, maio 15, 2013

O Corpo Está Preso na Cidade mas o Sonho Anda em Viagem


Hoje apetece-me mais partir que ontem.

Sinto que preciso de respirar outros ares, de me sentir de novo livre, de ser apenas "ninguém".

Às vezes quero que os meus filhos cresçam mais depressa, para perceberem o bom que é ser-se "independente", ter uma vida própria, para que eu também possa fazer a tal viagem, partir na direcção dos sonhos...

Há dias que tudo me cansa, mas não vale de nada dizer que não escolhi este país para nascer e viver, e muito menos exclamar que nunca votei nos "bandidos" - tanto do PS e do PSD -, que tanto mal têm feito a este lugar, que terá muita coisa perfeita, menos esses "chico-espertos" e "burlões" que se instalam nos partidos e fazem as suas próprias leis, num "reino" de intrigas e mentiras.

Dizem-me que é assim em todo o mundo. Até pode ser, mas tenho pelo menos uma certeza, a justiça é mais  "cega" e rápida que neste lugar onde o "pagamento de favores" fala quase sempre mais alto...

Hoje apetece-me partir, também porque ninguém é perfeito, todos somos egoístas, uns mais outros menos...

4 comentários:

Cristina Cebola disse...

Belo texto!! Sentimento comum a quase todos nós...e a ânsia pela liberdade, pelo respeito, pela igualdade...

Parabéns por este espaço. Vou marcar lugar!

Luis Eme disse...

pois, Cristina...

grato.

Cris Caetano disse...

Nã, a justiça é bem cega do lado de cá da poça também, temos mensalão e as pessoas fingem não acreditar que existiu (isso me deprime), temos parlamentares que pedem aposentadoria por invalidez e ganham rios de dinheiro enquanto pessoas que precisam realmente não conseguem... E desculpa a ladainha :) mas infelizmente não sei dizer se dá pra fugir para algum lugar melhor.

Beijos

Luis Eme disse...

pois, Cris...