quarta-feira, fevereiro 03, 2010

As Escadas do Ginjal

As chuvas e o mau tempo também deixaram marcas no Ginjal.

Como as arribas são arenosas, vão sempre caindo pedaços de terra que se transformam rapidamente em barro. Isto acontece com frequência nas escadas que fazem a ligação entre o final do Ginjal e a Boca do Vento, embora desta vez tenha sido mais que o habitual, ao ponto de obrigar os visitantes a fazerem alguma ginástica, pelo menos a subir, já que a meio as escadas, estas estão cobertas de lama, pedras e pequenos de troncos de árvores.
Estou a falar dos visitantes que não se intimidam com placas proibitivas ou com separadores metálicos que tentam cortar o respectivo caminho.
Acho bem que coloquem estes sinais, mas acho ainda melhor que removam a areia, as pedras e os troncos que caíram, sem ficarem à espera que chegue a Primavera, à boa maneira portuguesa...

6 comentários:

CAP CRÉUS disse...

Nada disso! O lixo fica agora todo a acumular, para ver se nascem batatas e cebolas...

Observador disse...

Como a zona está em vias (está mesmo?) de recuperação, prevejo que a limpeza do local faça parte do caderno de encargos.

Rosa dos Ventos disse...

Vê lá se te metes em trabalhos com a tua habitual curiosidade!:-))

Abraço

Luis Eme disse...

se por lá ficaram, algo nascerá, de certeza, Cap...

Luis Eme disse...

pois, Observador, mas pelo andar da carruagem, é melhor não nos fiarmos no dito caderno...

Luis Eme disse...

não é curiosidade, é a realidade, Rosa...