quarta-feira, março 18, 2009

Quem Atravessa o Rio...

Quem atravessa o Rio com gosto, com este calor que já cheira a Verão, fica sempre a pensar que a travessia é rápida demais...

Ando mais atarefado que nunca, a ultimar um livro que será apresentado em Maio, a tentar atar algumas pontas soltas...
E esta fotografia com o "tráfego fluvial", foi tirada na Quinta do Almaraz...

18 comentários:

Maria disse...

E o rio é lindo!
E não e esqueças de anunciar com antecedência o lançamento do novo livro, com capa e tudo...
:))

Beijinho, Luís

Maria P. disse...

Ao olhar a fotografia, quem não atravessa o Rio, fica com vontade de o atravessar...

Em Maio?!...ok.:)

Beijo, Luís M.

Observador disse...

O Tejo.
Sempre o Tejo.

Cris Caetano disse...

Ah, primavera chegando. Que bom! Saudades do ¨meu¨ Douro.

Beijinhos

alice disse...

que boa notícia, luís :) espero que faças uma apresentação no porto, para que finalmente te possa cumprimentar. um grande beijinho e muito sucesso com este novo livro!

Rosa dos Ventos disse...

Ontem coloquei um comentário que pelos vistos não entrou...
"Rezava" o seguinte:
Amanhã vou almoçar à beira do Tejo.
Já tenho saudades de fazer a travessia de cacilheiro.

Fui mesmo e tirei algumas fotos não muito bem sucedidas, mas "o Tejo é sempre novo..."

Abraço e une bem essas pontas soltas! :-))

CAP CRÉUS disse...

Tem dias em que me apetece parar o carro e tirar umas fotos!

Teresa David disse...

linda a foto! Avisa quando for o lançamento do livro. Ok?
Bjs
TD

Lúcia disse...

Que foto! É que apetece entrar no barco.

Bjos, Luís e bom trabalho

Luis Eme disse...

sim, mais que lindo.

depois aviso, Maria.

Luis Eme disse...

pois fica, M. Maria Maio.

Luis Eme disse...

sempre, Observador.

Luis Eme disse...

já cá está, Cris.

Luis Eme disse...

não, porque se trata de um livro regional, Alice, de Almada sobre almadenses...

Luis Eme disse...

é mesmo sempre novo, Rosa...

Luis Eme disse...

eu sei, Cap...

Luis Eme disse...

aviso, Teresa.

Luis Eme disse...

foi de facto um bom momento, apanhar os dois cacilheiros, Lúcia.