quarta-feira, fevereiro 04, 2009

Há Qualquer Coisa Que me Escapa...

Não consigo entender a lógica dos horários do Metro de Superfície de Almada.

Ora passam composições separadas por menos de um minuto, ou tem de se esperar, treze, catorze minutos pela próxima.
Outro aspecto curioso, é o número de composições que circulam durante o dia, "reservadas", sem fazer qualquer paragem, obrigando sim, os carros e as pessoas a esperarem pela mudança do sinal, criando filas de carros e entupindo a praça Gil Vicente (é a que me é próxima, a que uso como exemplo, embora isto suceda em todas as rotundas onde circula o Metro...).
Ou não devemos estar em crise para os lados do "metro", ou há alguma coisa que me escapa...

8 comentários:

Maria P. disse...

Por lá é que deve escapar coordenação...

Beijos, Luís M.

Debaixo do Bulcão disse...

Às tantas, ainda vamos descobrir que são tão "competentes" a cumprir o seu serviço como têm sido os senhores dos TST.


Mas não...

Parece que são empresas diferentes e até nem têm nada a ver uma com a outra...

AV

vague disse...

passo para dizer olá.
acho q voltei.

Observador disse...

Há muita coisa que nos escapa.

Essa dos horários terá a ver com a irregularidade do movimento nas linhas MST?

Na 5ª feira, os atrasos chegaram a ser comprometedores mas nada de avisos.

Luis Eme disse...

possivelmente, M. Maria Maio...

Luis Eme disse...

pois, Vitorino.

Luis Eme disse...

ainda bem, Vague.

Luis Eme disse...

são coisas quase estranhas, Observador...