terça-feira, dezembro 18, 2007

Sorte Ser Natal...

Esta época continua a inspirar novas histórias, entre os muitos usos e abusos que se fazem em nome do Menino Jesus e do Pai Natal, por aí...
A mais caricata a que assisti, passou-se num restaurante familiar do Bairro Alto, com uma senhora que já devia ter passado os sessenta, vestida e pintada de uma forma demasiado visível, que na hora de pagar a refeição, desculpou-se que se tinha esquecido de colocar dinheiro na carteira. O empregado, com a discrição possível chamou o dono. Quando este chegou ela perguntou-lhe se não a conhecia. Ele abanou a cabeça. Ela disse que era a Lena Alves, irmã da Laura Alves, e que também era actriz. O senhor Joaquim disse-lhe que nem sequer imaginava que a Laura Alves tivesse uma irmã, mas isso não era importante, até podia ser a esposa do presidente da República, ali toda a gente pagava a sua refeição. Frisando que a única excepção da casa era o Eduardinho, que tinha sempre direito a uma sopa, quando se encostava á soleira da porta. O dono referia-se a um dos pedintes do bairro que não tinha o tino todo, mas que não fazia mal a ninguém.
A senhora nunca perdeu aquele seu ar superior, provavelmente encenado para aquela fita do almoço, colocando um ar triste, exclamando que o senhor não acreditava nela, virada para a plateia, que se estava a divertir com o número.
O senhor Joaquim, como tinha mais que fazer, disse-lhe que podia fazer três coisas: colocá-la na cozinha a lavar louça, mas isso ia estragar-lhe as mãos e fazer saltar o verniz das unhas; chamar o polícia de serviço na esquadra mais próxima; ou deixá-la partir na paz dos anjos, por ser Natal...
Claro que pediu à senhora para se despachar, que estava um casal à espera para almoçar, não sem antes lhe, desejar Boas Festas e enviar recomendações à família Alves...

25 comentários:

Reporter disse...

Sorte ser Natal e o Sr. Joaquim ser compreensivo.

Repórter disse...

Este é o meu "link" correcto.

MGomes disse...

Muito Obrigado pela visita e um Bom Natal também para si!

Um Abraço

Maria disse...

Que grande "lata"....
... e eu sou a rainha de inglaterra... hehehe

Sophiamar disse...

Tanta lata que anda por aí disfarçada . Esta é da pior que há.
Beijinhos

JRL disse...

qual é o restaurante ? lol...

Rui Caetano disse...

Olha que engraçado. Um bom Natal.

Maria P. disse...

...e viva o Natal(ves)!
:)

Abraço*

Rosa dos Ventos disse...

Da Laura Alves?!
Talvez fosse melhor da Lili Caneças!

Abraço natalício

Cris Caetano disse...

O Sr. Joaquim é um homem educado...

Feliz Natal, Luís! Abraços fraternos!

Manuela disse...

Haja pelo menos imaginação!
Sabes que eu acredito que há pessoas que encenam uma vida inteira, e de tanto encenar chega uma altura que acreditam nas próprias mentiras :)
Pelo menos o Natal serviu para alguma coisa...

Poesia Portuguesa disse...

Sorrio... porque infelizmente existem na "nossa" sociedade, muitas "Lena Alves" parasitas, daqueles que afinal trabalham e pagam os seus impostos...

Uma “sociedade” aparte, da sociedade civil, que não espera viver à custa de ninguém e muito menos ver o seu nome e figura, retratados em qualquer daquelas revistas cor de rosa, que só servem para “colorir” a degradação incorpórea de muita gente…

Um abraço e FELIZ NATAL e a todos os que te acompanham nesta roda da Vida…

Anil P disse...

The pic reminds of Goa.

Luis Eme disse...

Sorte mesmo ser Natal, Repórter...

Luis Eme disse...

Um abraço Manuel.

Luis Eme disse...

Quem não ficou muito convencida com o "perdão" do senhor Joaquim, foi a esposa, Maria.

Não gostou do figurão nem da lata...

Luis Eme disse...

O mundo nunca vai parar de nos surpreender, Sophiamar...

Luis Eme disse...

Nem é muito dificil, Joana, é só perguntar pelo senhor Joaquim...

Luis Eme disse...

Engraçado para quem está de fora, Rui, como foi o meu caso...
o empregado nem sabia o que fazer, com a situação. Teve de chamar o patrão...

Luis Eme disse...

Viva Maria P.

Luis Eme disse...

Pela forma de vestir e de se pintar, ajustava-se mais, Rosa...

Luis Eme disse...

É sim senhor, Cris.

Sabe estar e é por isso que não lhe faltam clientes...

Luis Eme disse...

Cada vez mais, Manuela...

E em parte talvez estejam certas, talvez a vida não seja para levar tão a sério, mas há limites...

Luis Eme disse...

Existem cada vez mais, porque alguém instituiu que o mundo é dos espertos,"Menina Marota"...

Luis Eme disse...

Porque não Goa. Anil?