domingo, dezembro 04, 2011

O Café-Concerto da Incrível


Todos os anos o CIA (Cénico Incrível Almadense) organiza um café-concerto, que procura ser alegre, multifacetado - com a participação de elementos da banda filarmónica, dos cavaquinhos, do coro e até dirigentes - e também revelador de novos talentos, encenado por Eugénia Conceição.


Era para ter sido realizado em Outubro, o mês de aniversário da Incrível, mas por problemas técnicos acabou por ser adiado. E foi na noite de ontem que este espectáculo animou o Salão de Festas e todos os presentes, com música, teatro e poesia.

Não deixa de ser relevante que talentos como a Andreia e o Pedro, actuem lado a lado com alguns "perdidos", como foi o meu caso, que participei nesta festa com a leitura de um texto da minha autoria, "Essa Não!", em substituição de outro de Eça de Queirós, já com 140 anos (não me apeteceu de todo ler Eça).

Na imagem surge a Teresa, que faz parte da direcção da Incrível e foi a revelação da noite, com a interpretação de dois números popularizados pela inesquecível Beatriz Costa.

12 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

E Almada mexe graças à Incrível!

Abraço

Catarina disse...

Iniciativas que mantém a cultura viva, a comunidade animada e motivada para fazer mais e melhor.

Observador disse...

Atrevo-me a dizer que a Sociedade Filarmónica Incrível Almadense é das que resistem à destruição do Associativismo no Concelho de Almada.

Parabéns a quem consegue mantê-la viva.

A Incrível está bem e recomenda-se.

Cénico Incrível Almadense disse...

O Cénico da Incrível está muito satisfeito com o espectáculo, precisamente pela possibilidade que houve de convívio e troca de experiências entre as várias actividades da Incrível.

Pela primeira vez, desde que realizamos cafés-concertos, vários elementos da direcção que não são elementos do Cénico, participaram no espectáculo, o que é muito saudável e agradável.

O nosso agradecimento e parabéns a todos os participantes e ao público que nos fez companhia.

Eugénia Conceição

Cénico Incrível Almadense disse...

Luís, para guardares como recordação aqui vai o vídeo da tua actuação:

http://youtu.be/H6InEyiSLFk

São disse...

É bom saber que a cultura resiste!

Saudações

Luis Eme disse...

também, Rosa. :)

Luis Eme disse...

apesar dos tempos não serem para brincadeiras, Catarina.

Luis Eme disse...

é mesmo, Observador.

tem uma grande capacidade de reistência, são 163 anos de luta.

Luis Eme disse...

grato, Eugénia.

todos gostámos de participar.

Luis Eme disse...

Essa Não, Geninha. :)

Luis Eme disse...

no depender de nós, vai resistir, São.