domingo, novembro 13, 2011

Daqui a Nada


Daqui a nada vou dar uma volta por aí.


Tenho tentado ir por outras ruas, afastar-me do Tejo, mas parece que todas as ruas de Almada e arredores vão dar ao Ginjal.

Como é de dia, digo que é um perfume que me leva para a margem do rio, se fosse noite, talvez falasse de uma estrela...

8 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

"E o Tejo é sempre novo..."

Abraço e bom passeio

Catarina disse...

Bom passeio. O dia parece cinzento... tal como aqui.

Observador disse...

O Tejo é sempre uma tentação, Luis.

CAP CRÉUS disse...

Esse pneu já se apanhava, mas a CMA deve andar muito ocupada.

Luis Eme disse...

sempre, Rosa. :)

Luis Eme disse...

esteve cinzento mesmo, Catarina.

Luis Eme disse...

uma tentação agradável, Observador.

Luis Eme disse...

provavelmente acha que é uma incumbência da autoridade portuária de Lisboa, Cap...

(é tão bom sacudir o capote)