segunda-feira, novembro 14, 2011

As Nuvens Andaram à Minha Volta


Apesar das nuvens cinzentas tomarem conta do céu, ontem fui mesmo dar uma volta até ao Ginjal (pensava que não escapava de um banho, mas as nuvens foram amigas e deixaram-se levar pelo vento...) e deparei com vários acidentes provocados pela trovoada nocturna e pelo mau tempo no rio.


Por exemplo o restaurante "Ponto Final" deve ter ficado inundado e a sua agradável esplanada ficou cheia de areia, que deverá ter vindo das escadas que nos levam à Boca do Vento (temporariamente encerradas devido às obras na Arriba). Quando passei por lá os funcionários estavam a cuidar da limpeza do espaço. Só não sei se ainda tiveram tempo de servir almoços...

6 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Ontem ainda avistei o Tejo a partir da A1 uma vez que fui almoçar a Lisboa mas não deu para matar saudades...
Saudades só as mato com ele a correr-me aos pés! :-))

Abraço

Maria disse...

Desabaram aqui na tua terra, as nuvens.
O caos na cidade, um rio que vinha do Chafariz das 5 bicas e descia Praça e Rua abaixo até à Rainha. Decerto à procura da Foz...

Beijinho, Luís.

Luis Eme disse...

isso é que é matar saudades, Rosa.

eu conteto-me a passear a seu lado. :)

Luis Eme disse...

decerto, Maria.

quando chove demais é o caus.

Cris Caetano disse...

Era eu dando um passeio por aí, Luis. :)

Beijos

Luis Eme disse...

e eu não percebi, Cris. :))