sexta-feira, abril 25, 2014

No Largo do Chiado, Quarenta anos Depois


Há quarenta anos tinha apenas onze anos e vivia nas Caldas da Rainha, uma Cidade pequeno-burguesa, muito pouco dada a revoluções - o 16 de Março de 1974 foi um episódio meramente militar -, ou seja, aparecer no Chiado e viver a intensidade e a alegria do dia 25 de Abril de 1974, acabou por ser uma impossibilidade, de duas maneiras.

Hoje fui um dos muitos milhares que apareceram no Largo do Carmo, a meio da manhã, porque acredito que ainda podemos mudar o rumo deste país, porque gosto dos Capitães de Abril e porque gosto ainda mais de Liberdade e Democracia.

3 comentários:

Elvira Carvalho disse...

E bem precisamos acreditar. E mais que acreditar, precisamos fazer alguma coisa. Espero que o povo se lembre disso nas próximas eleições.
Um abraço e bom fim de semana

Rosa dos Ventos disse...

E a Liberdade passou por aqui!
Tenho pena de não ter ido ao Largo da nossa alegria mas um compromisso coral trouxe-me à santa terrinha!

Abraço

Cris Caetano disse...

Sempre é possível!

Beijos, Luis