quarta-feira, janeiro 02, 2013

(Es)Cultor da Amizade


Quando alguém que nos é querido consegue chegar aos 89 anos, com autonomia, lucidez e um espírito sempre aberto, só temos de nos sentir felizes.

Quando olho para trás, sinto-me bafejado pela sorte, por ter conhecido o Fernando e toda uma geração de gente especial, que continua a cultivar a amizade, a honra e a solidariedade, cientes que esta é a melhor forma de estar na vida. 

Parabéns, Amigo!


2 comentários:

Observador disse...

Fernando Barão, um grande senhor.

Abraço para ambos, Luis.

Luis Eme disse...

um grande cacilhense, Observador.