segunda-feira, abril 30, 2012

O Rio Azul e Verde



Ontem fui dar o meu passeio pela beira-rio, de mão dada com a minha filhota.

Tivemos de fazer uma pausa na Boca do Vento porque começou a chuviscar. Depois descemos até ao Olho de Boi, para caminharmos de seguida rente às águas quase transparentes do Tejo.

A meio do paredão chamei a atenção para a diferença de cores do rio, para o lado da foz, onde o brilho do Sol era mais intenso, estava azulado, mas rente ao cais das barcas laranja, estava esverdeado. A Sofia quis saber porque razão é que isso acontecia e eu culpei o "céu", disse-lhe que era ele que pintava as águas do Tejo, com a cumplicidade das nuvens...

6 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

O céu é uma boa desculpa...para muita coisa! :-))
E assim vislumbrei a Sofia, um encanto de menina e o "meu" rio!

Abraço

Observador disse...

O Tejo continua a ser 'aquele rio'!

O verde e o azul misturam-se dando mais beleza àquele que é sem dúvida um dos rios mais bonitos.

Presumo, Luis, que a filhota é mais uma apaixonada pelo Tejo.

Abraço

Cris Caetano disse...

Nossa, Luis... a última foto que vi dela era bem menor e nem tem tanto tempo assim... essas crianças crescem muito rapidamente.

Beijos

Luis Eme disse...

pois é, Rosa. :)

Luis Eme disse...

sim, Observador. :)

quem é que não gosta deste rio único?

Luis Eme disse...

coloca muito nisso, Cris.

nós notamos mais na roupa, que fica apertada e curta num instante. :)