quinta-feira, abril 21, 2011

Abril Sonhos Mil



O Poema de Abril


O poema de Abril
foi escrito de armas em riste
por militares capazes de tudo
para acabar com a balada
da cidade triste

O poema de Abril
começou com a indecisão
depois deram-se passos de gigante
no caminho da Revolução
pacífica e triunfante

O poema de Abril
não se perdeu no tempo
nem no esquecimento neo-liberal
nem tão pouco voou com o vento
porque é especial


Este poema faz parte do meu pequeno caderno de poemas, "Abril Sonhos Mil", escrito em 2004, no trigésimo aniversário da Revolução de Abril e é dedicado a todos os Capitães de Abril, nem sempre compreendidos nem respeitados. E é a eles que devemos a Liberdade.

7 comentários:

Maria disse...

Todos os poemas de Abril são necessários!
Este livro eu não tenho...
:))

Beijinho, Luís.

Rosa dos Ventos disse...

Tens razão, Luís!
Eles merecem essa dedicatória!

Abraço de Abril

CAP CRÉUS disse...

Os sonhos já se foram!

Isamar disse...

Abril sonho, Abril esperança, Abril fé, Abril vitória, Abrl...Abril... alerta, hoje e sempre, em nome da Liberdade alcançada.

Bem-hajas,poeta! Gostei!

Beijinhos

momo disse...

este libro tengo que leerlo
tengo que leerlo

Cris Caetano disse...

Eles precisam ser mesmo relembrados, o povo tem a memória tão curta...

Beijos, Luis

Luis Eme disse...

beijos e abraços para todos.