quarta-feira, agosto 18, 2010

Lixeira de Verão


O extremo da rua Emília Pomar, em Cacilhas - vá-se lá saber porquê - é utilizado com frequência como "lixeira", por pessoas que tanto podem mudar de casa como de mobília.


É uma situação que tem sido tolerada (não sei porquê) pelas entidades que deveriam fiscalizar estas situações, identificando e multando quem transforma um lugar público num depósito de lixo.

Normalmente o lixo desaparece de um dia para o outro, mas agora como estamos em Agosto (pois, parece que as cidades param...), há mais de uma semana que ninguém limpa o extremo da rua.
Desta vez parece que nem a Junta de Freguesia nem o Município se preocupam com este caso, que já começa a ser de "saúde pública".

10 comentários:

Catarina disse...

Mais parece uma rua algures na Índia...

Fernando Antolin disse...

O estado de sujidade das ruas de Almada é um verdadeiro case-study,bom exemplo do desleixo de uma autarquia em relação a um serviço de primordial importância.Vivi 12 anos no Laranjeiro e já levo outros tantos aqui na cidade.Nunca me lembro de ter visto aquilo que se pode chamar de uma lavagem de ruas. Certo é que,infelizmente,o civismo de alguns não existe,mas por isso mesmo devia ser dada redobrada atenção à limpeza urbana.Bem como ao arranjo de zonas ajardinadas etc. Nada de nada.Almada tornou-se o tal deserto de que o ministro falava, um deserto desleixado e sujo.Rotundas cheias de "ferro-velho" erigido em arte, a encher-se de ferrugem.A Costa da Caparica,mau grado um arranjinho de tipo lavar de cara,já a degradar-se não obstante a sua recente data,continua como exemplo do desperdício de uma zona balnear ímpar. Até quando Almada estará condenada a isto ?

Observador disse...

Duas ou três questões.

- Os munícipes/utentes são porcos (desculpa o termo);
- Os serviços (Junta de Freguesia e Câmara Municipal) não fazem o que devem (limpar).
- Pode sempre apresentar-se uma queixa junto dos serviços sanitários do Concelho. Resta saber se funciona mas que é possível, é.

A imagem faz lembrar um país terceiro mundista.

Rosa dos Ventos disse...

Uma vergonha para quem tem este tipo de comportamento e para os serviços que não vigiam e não resolvem o problema.
Todas as Câmaras e algumas Juntas têm serviço de recolha de monos.
É só telefonar e combinar a data e a hora da recolha!

EMALMADA disse...

O lixo que observamos por todo concelho é mais resultado da incompetência dos autarcas que dirigem a Câmara Municipal do que da incúria e desleixo dos munícipes.
Soubessem os autarcas assumir suas responsabilidades e tivessem competências e capacidades pessoais para o desempenho dos cargos, Almada, o concelho, seria outro.
O 25 de Abril deles não é o bem-estar do povo nem dos munícipes.
É a conservação do poder através da demagogia barata, do alimentar o choradinho que os males são todos devido aos cidadãos mal formados, e principalmente ao capitalismo e aos governos, enquanto não seja o PCP governo, claro....

Luis Eme disse...

enfim, Catarina...

Luis Eme disse...

sim, Fernando, é algo que deveria envergonhar todos os autarcas, que fingem só ter olhos para as "notícias felizes" da cidade...

por outro lado, dá-me a sensação que esta gente foi perdendo a vergonha e o respeito pelos municipes.

Luis Eme disse...

claro que quem faz uma sujeira daquelas, é porco, Observador.

aliás, é mais que porco, não tem qualquer ponta de civismo ou respeito pelo seu semelhante.

em relação às outras questões, sei que já foram feitas várias queixas e que dizeram que iam resolver o caso.

mas parece que está dificil...

Luis Eme disse...

parece que em Agosto não é assim, Rosa, pelo menos nestas bandas.

Luis Eme disse...

é muito isso, Em Almada.