domingo, junho 07, 2009

Votar é um Direito de Todos Nós

Embora estas palavras dos anarquistas, pintadas a poucos metros da escola onde votei, se confundam com a realidade portuguesa das últimas décadas, eu voto sempre.

Lembro-me sempre da alegria do meu avô, em finalmente puder votar, em 1975.
Quando voto, voto por mim, pelo meu pai e pelo meu avô, amantes da Liberdade e da Democracia.
Quando quero protestar, deixo o boletim de voto em branco...

14 comentários:

Observador disse...

O voto é, claramente, uma arma a utilizar.

Lúcia disse...

Nem mais, Luís. Foi sobre isso que falei antes das eleições!
Mas, mais uma vez, não foi isso que aconteceu.
Bjos (vou meter a leitura em dia por aqui::)

tulipa disse...

Querido Amigo Luís

Pois...hoje é que vou ver o que o "Povinho português" escolheu para nos "defender" na Europa!!!
Veremos se estão preocupados com tantas situações ridículas...que existem neste País.

Hoje estou virada para análises e meditar sobre o que tem sido a minha vida nos últimos meses.
Vê tu bem, com tanta escrita esqueci-me de fazer referência à minha 1ª exposição individual de fotografia...que também aconteceu neste espaço de tempo!!!

Decidi fazer uma curta análise da minha vida nos últimos 4 meses e passei-a para um post hoje mesmo. Gostaria que lesses (se tiveres paciência, lógico) pois ainda são algumas linhas...

Resumindo acho que:
Tudo o que decidi e fiz valeu a pena, porque há uma ordem lógica, difícil de explicar, para a sucessão de experiências que se vão passando na vida.

Na próxima semana vou iniciar a apresentação das fotos do cruzeiro.
Hoje, apenas digo:
"Gracias a la vida, que me ha dado tanto..."

Boa semana.
Beijinhos.

(encontras este texto no Blog "Momentos Perfeitos")

Maria P. disse...

E os resultados aí estão, veremos as próximas eleições...

beijos, Luís M.

Cris Caetano disse...

E vou perder a preguiça, acordar cedérrimo, e me preparar psicologicamente para enfrentar horas - uma manhã inteira - com uma senha na mão no Consulado para finalmente transferir meu domicílio eleitoral pro Brasil.
Queria ter votado...

Beijinhos

Blackbird disse...

Eu bem disse que a foto ficava fixe!!!

Abraço luís!

Rosa dos Ventos disse...

Eu também nunca deixei de votar e embora viva numa terra onde ganha sempre o mesmo em qualquer tipo de eleição,o que demonstra uma enorme fidelização ao partido, pela primeira vez verifiquei, no meu papel de delegada numa das mesas, que houve muitos votos em branco.
Uma boa forma de protesto!

Abraço

Luis Eme disse...

também penso assim, Observador.

Luis Eme disse...

a Europa nunca nos seduziu muito, Lúcia, andámos mais pelas áfricas, américas e ásias...

Luis Eme disse...

surpreendeu quase toda a gente, Tulipa...

Luis Eme disse...

veremos, M. Maria Maio.

agora vêm ai tempos de sedução...

Luis Eme disse...

é a única forma de passares o "queria" para "quero", Cris...

Luis Eme disse...

claro, Blackbird.

desta vez sem carrinhas a taparem a frase...

Luis Eme disse...

o que devia dar mais que pensar, Rosa...

até porque vai aumentando. são pessoas que se dão ao trabalho de votar, em ninguém...