sexta-feira, julho 07, 2017

«Olha a Minha Margem!»

Não é bonita, reconheço... mas é a minha margem.

Hoje ao olhá-la pensei que não houve um porquê, apenas um porque sim. Ou seja,  Almada foi uma escolha pessoal, por nenhuma razão especial.

Curiosamente, ou talvez não, nunca me passou pela cabeça viver em Lisboa...

Talvez me sentisse "suburbano" (seja lá o que isso for...), ou gostasse de morar num sítio onde olhasse o Tejo e Lisboa...

E também não sou de mudar de casa, vivo há trinta anos na casa que estreei...

(Fotografia de Luís Eme)

1 comentário:

Rita Sperchi disse...

Através da grade vemos o que tem de
belo la fora, um espetáculo a céu aberto.
Convido vc a me visitar e participar
da brincadeira que está rolando por la

`•.¸.•☆¸✿‿.•*´
Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!